OMISSÃO SES-DF: Facilidades do decreto emergencial não teve resultado na saúde

RAFAEL PRUDENTE

O deputado Rafael Prudente (PMDB) não poupou o governador Rollemberg ao criticar a má gestão generalizada da saúde. Rafael usou a tribuna para denunciar que o Governo de Brasília, mesmo com as facilidades do decreto emergencial já existente há um ano, não conseguiu melhorar a saúde pública da Cidade, e que o caos é tão grande, que só se acha um leito de UTI   com mandado judicial.

O deputado deixou claro que os parlamentares fizeram sua parte ao enviar, para a SES-DF, a quantia de 300 milhões em emendas parlamentares, mas que não foram executadas por falta de competência. Só pode. Os cofres da SES-DF viraram o ano cheios de recursos.

O governo não empenhou o necessário para sanar dívidas com fornecedores e prestadores de serviços, e deixou o povo padecer.

Foram disponibilizados 288 milhões de reais. Governo ineficiente, ineficaz e omisso. Rollemberg está pessimamente assessorado. Cabide de emprego indicados por políticos que não tem compromisso com o DF,  dá nisso. Espera-se que seja por culpa do que por dolo.

Rollemberg paralisou o estado com a máquina ocupada por funcionários despreparados.

 

 

Cris Oliveira

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s