Vale a pena assistir a Bela e a Fera?!

Film Review Beauty and the Beast

Ontem assisti ao filme A Bela e a Fera, recriação do desenho animado lançado em 1991 pela Disney. Encantador, inclusivo, mágico. Saí inebriada do cinema. Quem nunca…

Pra começar, que elenco primoroso! Emma Watson é cativante, doce, brilhante atriz, profunda. Dan Stevens deixa sua marca durante todo o filme. Quem o assistiu em Downton Abbey vai entender o que estou dizendo. Mesmo nos momentos de computação gráfica, ele estava lá. Tudo bem que eu prefiro um príncipe menos clássico, mais fera, tipo um Hugh Jackman, mas não estamos falando de Logan, então compreendo, sim, a intenção da Disney em manter a figura do príncipe tradicional. E a parceria de Emma Watson e Dan Stevens deu muito certo. Sua beleza clássica se torna apaixonante através do olhar de Bela.

Confesso que fui desinformada ao cinema, ter filho pequeno toma a vida. Não sabia da participação de Ian McKellen, Emma Thompson e Ewan McGregor. Poxa, que surpresa maravilhosa. E que toque final!

Além da temática já conhecida da Bela como uma menina à frente de seu tempo, intelectual e empoderada, o filme é inclusivo como deve ser a vida, não é mesmo?! Temos Josh Gad interpretando um homossexual muito divertido e o contrapeso para a agressividade e burrice de Gaston, personagem perfeito de Luke Evans que, por sinal, deixa uma dúvida (ou não) sobre uma possível bissexualidade, para os mais atentos. E mais, sutilmente outro personagem se descobre muito mais à vontade travestido no final da trama.

Há também três importantes personagens interpretados por atores negros: Gugu Mbatha-Raw, Audra McDonald e o dono da livraria (não consegui encontrar seu nome). Um retrato da realidade no meu ponto de vista, afinal brancos, negros, amarelos, enfim, estamos juntos e misturados há séculos.

Kevin Kline interpreta o pai de Bela. Analisando mais profundamente, nos deparamos com um pai amoroso e forte, que criou sozinho sua filha e não abre mão da felicidade dela nem quando ameaçado, diferentemente dos clássicos “João e Maria”, “Cinderela”, “Rapunzel” e “Branca de Neve”.

A Disney mais uma vez teve uma ótima sacada e soube empregar muito bem seus recursos num filme lindo, romântico e emocionante. Não percam!

 

Mônica Moraes

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s