Codhab recadastra mais de 23 mil habilitados em uma semana

Atualização das informações para programa habitacional no DF por meio de aplicativo para dispositivos móveis visa garantir transparência e combater erros cadastrais. Prazo se encerra em 3 de julho

LARISSA SARMENTO, DA AGÊNCIA BRASÍLIA
codhab

Desde o início da atualização cadastral lançada pela Companhia de Desenvolvimento Habitacional do DF (Codhab) em 3 de abril, 23.404 habilitados à casa própria renovaram o cadastro por meio do aplicativo para dispositivos móveis da empresa pública. O procedimento integra o eixo Morar Bem, do programa Habita Brasília.

Com a campanha, em uma semana, a quantidade de cidadãos que procuraram o serviço mais que dobrou. De janeiro a março, a Codhab recebeu 10.910 pessoas nos postos de atendimento presencial.

23.404Pessoas fizeram a atualização de dados pelo aplicativo da Codhab em uma semana

Com o intuito de garantir maior transparência e evitar inconsistências no processo, foi assinado um novo termo de compromisso de ajustamento de conduta entre a Codhab e o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios.

Entre as ações que esse termo propõe estão: criar uma lista única de candidatos individuais e por entidade; estabelecer que a recusa a um imóvel só poderá ser feita duas vezes; e manter em uma relação independente idosos e pessoas com deficiência e em vulnerabilidade social. Houve também alteração das faixas de renda do cadastro de acordo com o programa do governo federal Minha Casa, Minha Vida.

LEIA TAMBÉM

HABILITADOS NO CADASTRO DA CASA PRÓPRIA PRECISARÃO ATUALIZAR OS DADOS

Segundo o diretor imobiliário da Codhab, Jorge Gutierrez, a ideia é “estreitar o relacionamento com os participantes dos programas habitacionais”. Ele ressalta que, para isso, o aplicativo ficou mais simples de ser usado. “Em vez de se descolar, a pessoa passa a estar diretamente conectada com a companhia.”

Erros no cadastro de habilitados

De acordo com Gutierrez, algumas pessoas ocultam informações como casamentos, renda e óbitos. Esse processo evita que o número de inconsistências cresça — há, hoje, mais de 11 mil cadastros com erros.

Ao entrar no sistema, o candidato terá de checar os dados já informados e confirmá-los, caso nada tenha mudado. Se houver alguma alteração a ser feita, basta incluí-la, como documentos, que agora podem ser anexados.

Mesmo quem não teve alteração no perfil ou mudou as informações há pouco tempo deve fazer o recadastramento

A partir de 2 de maio, quem não conseguir fazer a atualização pelo aplicativo poderá utilizar o site ou ir até um dos postos de atendimento do Na Hora para tirar dúvidas.

São 142 mil integrantes da lista de habilitados à casa própria que deverão atualizar os dados até 3 de julho.

Quem não fizer a atualização será excluído da lista. Mesmo quem não teve alteração no perfil ou mudou as informações há pouco tempo deve fazer o recadastramento.

Há também um posto com atendimento para pessoas com deficiência física no Plano Piloto, na 112 Sul.

EDIÇÃO: PAULA OLIVEIRA

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s