Rollemberg emplaca Agaciel Maia como Líder do Governo e Sanciona a Lei do Instituto Base

materia Agaciel

Se não deu para emplacar o deputado Agaciel Maia como presidente da CLDF no passado, hoje o Governador Rollemberg está feliz. Seu amigo Agaciel passou a ser o líder do seu Governo.

O primeiro discurso do líder de governo foi hoje na sanção da Lei que cria o Instituto Hospital de Base. Agaciel disse que acredita nos projetos do Governo Rollemberg, e que a criação do novo modelo de gestão na saúde traz esperança para a população que aguarda por dias melhores.

Para o Governador Rollemberg, o Instituto Base vai dar um upgrade na qualidade da saúde pública com mais agilidade no conserto de equipamentos e na contratação de médicos.  O contribuinte do DF quer ver a saúde ressuscitar, já que sobrevive há 3 anos em decreto emergencial consecutivo.

Cris Oliveira

Administrador Alessandro Paiva faz vistoria noturna no Jardim Botânico

araia jb

O mito de que “administrador regional não trabalha” não cabe a Alessandro Paiva, administrador do Lago Sul e do Jardim Botânico. Um novo método de gestão pública está em prática nessas duas regiões administrativas. Mesmo com poucos funcionários, o planejamento tem dado certo. Agora os moradores contam com uma equipe que acompanha o administrador em rondas noturnas para ver de perto como está a cidade, e quais providências precisam ser tomadas em relação à segurança e à iluminação.

A vistoria tem dado certo e os moradores e entidades têm agradecido ao administrador, que trabalha incansavelmente dia e noite para o melhor retorno do dinheiro do contribuinte.

No final do trabalho, Alessandro foi  prosear com a comunidade no Araiá do JB!

Cris Oliveira

CÂMARA LEGISLATIVA DEVE VOTAR HOJE PROJETO URBANÍSTICO DO JARDIM BOTÂNICO

O GDF encaminhou para apreciação da CLDF o Projeto de Lei Complementar nº. 114/2017 que teve tramitação em tempo recorde em três Comissões da CLDF antes de poder seguir para votação em plenário

O administrador interino do Jardim Botânico, Alessandro Paiva anunciou que a medida marca significativa a melhoria na qualidade de vida do setor, permitindo que novas empresas ofertem maior variedade de produtos e serviços aos moradores sobretudo nas áreas de educação e saúde, além da instalação de órgãos públicos federais e locais

As áreas técnicas da Administração Regional do Jardim Botânico, Terracap e SEGETH trabalharam em conjunto para sanear divergências ocorridas entre a aprovação do projeto original da Etapa I do Jardim Botânico e seu respectivo registro cartorial.

O plano urbanístico original foi elaborado a partir de levantamento aerofotogramétrico feito em 1997 considerando as ocupações existentes à época. O projeto foi aprovado e encaminhado para registro cartorial em 1998, mas devido a impugnações teve seu assentamento no Cartório do 2º Ofício de Registro de Imóveis concluído apenas em 2005.

O GDF encaminhou para apreciação da CLDF o Projeto de Lei Complementar nº. 114/2017 que teve tramitação em tempo recorde em três Comissões da CLDF antes de poder seguir para votação em plenário: Comissão de Constituição e Justiça – CCJ, Comissão de Assuntos Fundiários – CAF e a Comissão de Desenvolvimento Econômico Sustentável, Ciência, Tecnologia, Meio Ambiente e Turismo – CDESCTMAT.

Além de correções no desenho urbano como desafetação, desconstituição, remembramento e desdobro de alguns imóveis, as antigas Normas de Edificação, Uso e Gabarito – NGB´s nº. 024/98, 038/98 e 039/98, que atualmente determinam os critérios para a aprovação dos projetos arquitetônicos e os usos das edificações, sofrerão modificações consideráveis e serão consolidadas na nova NGB 111/10, deixando de existir.

De acordo com o Administrador Interino do Jardim Botânico, Alessandro Paiva , a medida visa dar segurança jurídica às atuais ocupações e soma-se aos esforços de regularização de todo o bairro. No total foram alterados 97 imóveis que juntos atingem mais de 10 mil m².

Dentre as principais mudanças propostas no PL 114/2017 está a alteração na destinação de diversos lotes da Etapa I. Nos lotes residenciais alterados, por exemplo, o uso residencial unifamiliar deverá existir em, no mínimo, 50% da área total de construção podendo abrigar outras atividades além da moradia.

Nos lotes de uso Misto, onde poderão coexistir moradias, comércio e prestação de serviços, o uso comercial deverá existir em, no mínimo, 50% da área construída. Já nos lotes alterados para uso Institucional, tais atividades poderão ocupar 100% da construção permitida.

“Era o que faltava para que mais de 500 empresas obtivessem o Alvará de Funcionamento e realizassem seus investimentos com segurança”, garantiu o administrador Alessandro Paiva nos corredores da Câmara Legislativa após intensa peregrinação para a aprovação da proposta.

 

Fonte: Radar DF

PTN: Futuro Podemos já nasce costurando

investigando

Um almoço no restaurante Bierfass no pontão do Lago Sul chamou atenção nesta quarta-feira. O deputado distrital Rodrigo Delmasso (PTN), na companhia de um conselheiro, esperavam ansiosos pelo Senador Reguffe, que chegou desconfiado no local.

Parece que Delmasso está procurando Reguffe para se lançar candidato a Governador na próxima eleição. Ou será que o senador irá reforçar o Podemos?

O Podemos, antigo PTN, fará seu lançamento em Brasília no próximo sábado ás 9h no Centro de Convenções Ulisses Guimarães.

 

 

Cris Oliveira

Cenário para 2018: do trem da alegria para o trem fantasma

trem fantasma

Quem esperava um cenário diferente para 2018 vai ter que esperar a próxima. Tudo parece muito parecido com 2014. Partidos da Direita tentam sair da lama por causa de tantos escândalos. Após a aliança frustrada com o PT que prometia um céu estrelado, estão cada dia mais atolados. As estrelas puxaram as siglas para a beira da cova.

Se está ruim para o Brasil, em Brasília a coisa ficou tensa. Políticos saíram do trem da alegria para o trem fantasma. É um levantar de múmias que não deixa mais os pré-candidatos a governo dormirem em paz. Com isso, nomes que eram favoritos a uma eleição ao Governo de Brasília em 2018 caem de posição. Os que sonhavam nas inserções partidárias com a rampa do Palácio do Buriti irão tentar uma candidatura a deputado federal, com única intenção: deixar a justiça comum e correr para o colo do STF em busca de foro privilegiado.

Com a direita completamente fragilizada e sem união, o nome do adversário do atual governador Rollemberg (PSB) ganha força nas rodas políticas. O ex-Secretário de Saúde Jofran Frejat (PR) está cotado para ser o nome que unirá as siglas da direita para a composição de uma chapa majoritária. A tentativa da equipe que pensa em FREJAT (PR)é construir um nome novo para ser seu Vice. Frejat está em situação confortável e não tem medo de fantasmas antigos, já que sua última participação foi no governo Roriz.

Do lado do Governador Rollemberg (PSB), o desafio é quase o mesmo. Ele se prepara para a reeleição, e provavelmente encontrará o mesmo adversário do segundo turno de 2014. Também precisa encontrar um novo Vice, já que a parceria com o atual ficou complicada, e deve futuramente comprometer a aliança com o PSD, que trabalha nacionalmente por uma bancada forte no congresso, o que impulsiona o PSD-DF a lançar novamente seu presidente Rogério Rosso (PSD) como candidato a deputado federal almejando a presidência da casa. O plano de ter um vice evangélico complicou para o PSB depois da assinatura da Lei da Homofobia, super criticada pela bancada evangélica na CLDF.  A lei ganhou críticas Nacionais com direito a vídeo de repudio, gravado pelo Senador Magno Malta que é do partido do candidato Jofran Frejat, o PR .

Quem tem medo de fantasmas que se prepare para o susto. As costuras começaram ainda na dependência da aprovação da reforma política que tramita a passos vagarosos no Congresso. Com isso, as incertezas da próxima campanha projetam nomes já conhecidos e dificulta a tão sonhada renovação.

 

As eleições de 2018 promete.

 

Cris Oliveira

 

Arraiá do PRP-DF: noite de pular fogueira

ADALBERTO

A tradicional festa junina do PRP aconteceu na noite de sábado (24) na chácara do presidente do partido Adalberto Monteiro. A festa teve um gosto mais político no quentão este ano. Entre os correligionários do PRP, muitas mágoas por causa do apoio dado a políticos na campanha passada, e o sentimento que o dia de pular a fogueira está chegando novamente.

prp 2

A festa foi marcada por figuras importantes da política do DF. Passou por lá o deputado federal do DEM Alberto Fraga, que se mostrou inabalável às denúncias dos últimos dias. Fraga conversou com os Blogueiros presentes sobre a frase que marcou a semana, dita em conversa entre ele e integrantes do sistema de cooperativas de transporte do governo Arruda: “Querem ganhar mais que o secretário”, e explicou que estava se referindo ao CNP 03 de Secretário de Transporte. Tudo indica que a frase “Governador respeita o povo” irá continuar, nas inserções do DEM.

izalci

Também apareceu na festa o pré-candidato a governo Izalci (PSDB). O deputado fez questão de se integrar à comitiva de Blogueiros na roda da fogueira. No clima quente, o deputado deixou claro que não abre mão da sua candidatura a governador, e que a visita do prefeito Dória a Brasília no próximo dia 28 com Paulo Octávio não abalará o PSDB-DF. Paulo Octávio é o presidente da LIDE em Brasília e é natural o encontro. Disse que também estará presente. O deputado parece que vai  herdar  alguns cargos deixados pelo senador Hélio José após a discordância com o presidente Temer (PMDB), na esfera Nacional.

prp 1

Além deles, a ex-deputada distrital Eliana Pedrosa esteve presente no Araiá do PRP e cumprimentou todos, mas não fez muita questão das rodinhas de conversa política.

blogueiros

A festa partidária reuniu vários Blogueiros, coordenadores de campanhas passadas, candidatos e amigos do PRP, e mostrou que 2018 promete. Muitos querendo pular a fogueira, mas com um medo enorme de se queimar!!!

 

 

Cris Oliveira

 

Melancias serão trituradas após rejeição do texto da reforma trabalhista

melancia é bom

O senador Hélio José (PMDB) está se superando em suas atrapalhadas indecisões. Uma hora governista, outra hora oposicionista, Hélio Melancia votou contra o texto da reforma trabalhista e deixou o PMDB de orelha em pé.

O senador votou com a oposição! Não era de se esperar, mas era previsto, já que o coração de Hélio José bate forte pelos companheiros do PT.

Agora o senador espera o triturar de uma boa parte de seus assessores, que são tratados por ele como melancias. Por seguir a orientação do lado oposicionista à Michel Temer, melancias terão suas cabeças pouco pensantes cortadas de cargos importantes da esfera federal. Segundo fontes, já é dado como certo a perda dos cargos do Senador na Secretaria de Patrimônio da União-SPU. O assessor Nilo Gonsalves já foi exonerado.

Dono de algumas pequenas siglas partidárias comandadas por sua base de pré-candidatos a deputados distritais, Hélio José sonhava em ocupar o cargo do sofrido Tadeu Filippelli na presidência do PMDB, o que não prosperou. Entre melancias e butantan não existe muita afinidade.

Cris Oliveira

Funap-DF consegue postos de trabalho para todas as mulheres presas do regime semiaberto

DSC_0217

No primeiro semestre de 2017, Funap promoveu o esvaziamento da fila de espera na Penitenciária Feminina e inseriu no mercado de trabalho todas as sentenciadas do semiaberto que aguardavam por uma vaga. Neste ano, 90 mulheres presas ingressaram em contratos vinculados à Fundação. 

A oportunidade de reinserção no mercado de trabalho após o encarceramento, anseio de muitas pessoas presas, tornou-se realidade para as mulheres que cumprem o regime semiaberto na Penitenciária Feminina do Distrito Federal (PFDF). No primeiro semestre de 2017, a Fundação de Amparo ao Trabalhador Preso do Distrito Federal (Funap-DF), entidade vinculada à Secretaria de Segurança Pública e Paz Social, conseguiu alocar em postos de trabalho todas as sentenciadas que aguardavam por uma vaga nos contratos da Funap.

Nos primeiros meses do ano, novos acordos foram pactuados pela Fundação com empresas públicas e privadas para promover a reintegração social dos apenados por meio do trabalho. Segundo Nery do Brasil, diretor-executivo da Funap, este foi um dos pontos que favoreceram o esvaziamento da fila de espera na PFDF. “As novas parcerias foram fundamentais para garantirmos esta oportunidade de inclusão produtiva para as internas, pois sabemos a importância que o trabalho representa para o reingresso da pessoa presa à sociedade”, afirmou o diretor.

 Depois de receber a concessão do benefício do semiaberto, Marta* encontrou uma esperança de mudança ao ser classificada para trabalhar no convênio entre a Funap e a Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap). “Este trabalho é muito importante para mim, pois meu objetivo é mudar de vida. Aqui eu aprendo muitas coisas, principalmente a ter compromisso e a pensar no meu futuro”, relatou a reeducanda que presta serviço no Viveiro da Novacap há dois meses e é uma das 90 mulheres inseridas em postos de trabalho no curso deste ano.

 Assim como Marta*, mais de 200 mulheres presas, que encontram-se no cumprimento dos regimes semiaberto e aberto, exercem atividades produtivas em empresas públicas e privadas no DF por meio da Funap-DF. A Fundação mantém vigentes 76 contratos para alocação da mão de obra de homens e mulheres do sistema prisional do DF. Dentre os novos convênios, a parceria com a Novacap é responsável por postos de trabalho a 33 apenadas.

 A supervisora das reeducandas e chefe da divisão de agronomia da Novacap, Janaína Lima, relata que a chegada delas foi muito positiva para o órgão e que o fluxo de trabalho do local, desde então, é outro. “Depois que começaram a trabalhar aqui, tudo mudou, pois elas têm uma força de trabalho impressionante. Fomos nos adaptando aos poucos e hoje elas são fundamentais para nós”, conta a servidora. No espaço de 27 hectares, as reeducandas desempenham trabalhos voltados à semeadura, à manutenção de plantas, capinação e às etapas de plantio mudas e árvores.

Capacitação profissional

 Para qualificar a mão de obra das pessoas presas para o seu reingresso no mercado de trabalho, a Funap oferece, em parceria com a Secretaria de Educação do Distrito Federal, cursos profissionalizantes às sentenciadas da PFDF por meio do Programa Pronatec Mulheres Mil. As aulas, que tiveram início em abril, contemplam 85 internas com cursos de assistente administrativo, recepcionista e costureira de máquina reta e overloque.

Adesão de mais empresas

 O diretor da Funap ressalta que a Funap continua buscando adesões de mais empresas às parcerias para estender as oportunidades de trabalho aos homens do semiaberto, cujo contingente de espera por vaga é maior. “A ideia é que consigamos promover este mesmo feito no Centro de Progressão Penitenciária, mas, para isso, precisamos que mais empresas abracem esta causa. Hoje temos aproximadamente 700 reeducandos esperando uma vaga e nossa meta é melhorar este cenário também”, ressalta Brasil.

Atualmente 1,2 mil pessoas, entre homens e mulheres, estão em postos de trabalho em empresas do governo de Brasília, órgãos federais, empresas privadas e do terceiro setor.

Fonte: Assessoria

 

Eleições 2018 – O Voto terá poder de Juiz

corrupção

Em 2018, o eleitor terá maior responsabilidade depois das descobertas das operações da Polícia Federal e as frustrações decorrentes. O DF está conhecido como a Capital dos Corruptos, já que ocupa o primeiro lugar no ranking do número de envolvidos na operação Lava Jato.

 

Planos frustrados após as manifestações anticorrupção, o Brasil vive um momento político patético assistido por todos nós nos últimos dias na votação da cassação da chapa Dilma e Temer. Após quatro dias, o seriado que envolveu drama e comedia teve também seu momento profético na fala de um dos ministros, que pelo jeito não é a favor da liberdade de imprensa. Mas nada se comparou ao voto final do Ministro Gilmar Mendes, que chocou o País não achando provas contra a chapa. O que o Brasil viu, Gilmar Mendes não viu, quem entende? Tudo uma questão de ótica? Ou de obediência? Manda quem pode e o juiz obedece.

 

Então o eleitor terá que ser juiz nas eleições de 2018. O poder que fará os políticos caciques corruptos saírem de cena nessa palhaçada será o meu e o seu voto. Simples assim.

 

Um dos quesitos que temos que pesar é a corrupção. Muitos dos envolvidos aparecerão na campanha como “anjos”, chorando e dizendo que a Polícia Federal os perseguiu. Por isso está nas mãos dos eleitores a melhoria da qualidade de vida do contribuinte do DF. Eleger ou não os corruptos que construíram obras faraônicas com interesse na gorda propina que enriqueceu famílias e partidos e deixou o povo à deriva.

 

A cultura suja do “rouba, mas faz” precisa deixar de existir, e nós contamos com o povo usuário do serviço público para dar fim a isso, já que o TSE votou pela imoralidade e o enfraquecimento do combate à corrupção.

 

As figuras que se candidatarão para ter foro privilegiado contam com o voto da figura nomeada pelo povo como “Judas do TSE”. Precisamos de uma eleição livre do quesito corrupção.

 

O eleitor terá o papel de Juiz nas eleições. Dessa vez “Napoleão” não ganhou a guerra, mas pagou muitos micos, e o pior deles foi não saber que OSs são organizações sociais, muitas vezes usadas em esquemas de corrupção. Não deve conhecer a situação precária do serviço público de Saúde.

 

Vamos profetizar e crer no fim da Cultura da Corrupção.

 

 Cris Oliveira

HRSam passa a ser referência em cirurgias de hérnia e vesícula

Alline Martins, da Agência Saúde

saude

 

Unidade poderá fazer, em média, 150 cirurgias mensais

 

BRASÍLIA (1º/6/17) – O Hospital Regional de Samambaia (HRSam) começa a atuar, nesta quinta-feira (1), como centro de referência para cirurgias eletivas de média e baixa complexidade de hérnia e vesícula. A intenção da Secretaria de Saúde é zerar uma fila de espera que está sendo atualizada e, hoje, pode chegar a cerca de 7 mil pacientes, fazendo uma média de 150 cirurgias por mês.

“Vamos começar pela fila de Samambaia, que tem 300 pacientes. Depois, atenderemos os de Taguatinga, que tem cerca de 900 pessoas. Posteriormente, o hospital passará a fazer as cirurgias de pacientes de todas as regiões do DF”, explica a superintendente da Região de Saúde Sudoeste, Lucilene Florêncio.

Para possibilitar essas cirurgias, as vítimas de trauma do Hospital Regional de Samambaia serão redirecionadas para o de Taguatinga. Corpo de Bombeiros e Samu estão orientados para este encaminhamento. “Estudo realizado para essas mudanças aponta que aumentará apenas 1,5 paciente por dia no HRT”, ressalta Lucilene.

Com essa mudança de fluxo, sobrarão mais horas de profissionais anestesistas e cirurgiões para realizar as cirurgias eletivas. “Começamos a testar a novidade em novembro do ano passado e, desde então, realizamos 140 cirurgias de hérnia e vesícula de pacientes de Samambaia”, destaca a diretora do HRSam, Luciana Russo. “Porém, percebemos que o pronto-socorro de trauma acabava pegando horas dos profissionais que poderiam ser aproveitadas na cirurgia eletiva”, completa.

Assim, a partir desta quinta-feira (1), estarão disponíveis para as cirurgias eletivas 520 horas semanais de cirurgiões e 300 horas semanais de anestesistas. “Além disso, conseguimos 20 horas de cardiologia para que possamos fazer a preparação do paciente também aqui no centro de referência, fazendo os exames pré-cirúrgicos”, explica Luciana Russo.

PACIENTES – A Secretaria de Saúde está trabalhando para atualizar a lista de pacientes que esperam cirurgias eletivas de hérnia e vesícula, já que uma pessoa pode estar várias vezes na fila, que não é unificada.

“Com a criação do centro de referência, as listas serão disponibilizadas na atenção básica. Então, o fluxo será da seguinte forma: o paciente passa por consulta em unidade básica de saúde e, havendo necessidade, é encaminhado ao cirurgião. Assim, o nome dele entrará numa lista para que a Secretaria de Saúde entre em contato e agende a consulta com cirurgião para avaliação e indicação ou não de cirurgia”, explica Luciana Russo. Uma vez à espera de cirurgia, o paciente será classificado de acordo com a gravidade do caso e, assim, entrar na fila.

ESTUDOS – Para que o projeto começasse a funcionar nesta quinta-feira (1), estudos foram realizados para que tudo funcione de modo a zerar a fila. “Começou há mais de um ano, pois foi tese de mestrado, com participação da Universidade de Brasília, da Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde e da Universidade da Califórnia. Com isso, foram trabalhados os protocolos e feitas adaptações no hospital”, conta a diretora do HRSam. Entre as mudanças, foram realizadas reformas na enfermaria de cirurgia, no laboratório e outras adequações no hospital. Quatro leitos de internação foram reabertos, totalizando 20 disponíveis para pacientes atendidos no centro de referência.

Segundo Luciana Russo, fazendo as cirurgias eletivas, será possível evitar que pacientes com casos simples tornem-se pacientes de emergência, evoluindo para complicações e gerando mais custos para os cofres públicos.

FUTURO – Segundo a diretora do Hospital Regional de Samambaia, a Secretaria de Saúde caminha para começar a fazer essas cirurgias por vídeo, o que reduzirá à metade o período de recuperação, diminuindo também o tempo de internação.

“Nós já temos o aparelho de videolaparoscopia e agora a Secretaria de Saúde está com processo de compra em andamento de uma lavadora ultrassônica para que possamos iniciar esse procedimento”, finaliza Russo.

Ioga como forma de aliviar a tensão na UTI

Parentes de pacientes das Unidades de Terapia Intensiva do Hospital de Santa Maria vivem momento de autovalorização

IMG_6333

A próxima quarta-feira (31/5) vai ser de meditação, reflexão e busca de harmonia para os parentes dos pacientes internados nas UTIs Adulto, Neonatal e Pediátrica do Hospital Regional de Santa Maria. Uma aula de Ioga ministrada pela fisioterapeuta Ana Lúcia Carloni Curado vai levar relaxamento e elevação mental a essas pessoas.

A atividade faz parte do Projeto de Oficinas Mensais, realizado todas as últimas quartas-feiras do mês, que oferece atividades especiais às mulheres que têm filhos hospitalizados nos centros de terapia intensiva da unidade. A novidade, nesta edição, é que o evento irá se estender aos demais familiares, além de agregar a UTI Adulta, uma vez que anteriormente só incluía as mães das crianças da Unidade.

“Nossa intenção sempre foi valorizar essas pessoas, além de trabalhar a autoestima delas, oferecendo recursos para aliviar o estresse que estão vivendo. Desta vez queremos ir além, acolhendo os demais familiares”, destaca Frederico Fontenele, gerente da Intensicare, empresa que faz a gestão das UTIs do Hospital de Santa Maria.

“Aliviar os sintomas do estresse, reduzir a ansiedade e possibilitar o autoconhecimentoé o que queremos promover durante esse momento, voltado especialmente a quem tem parentes sob cuidados médicos intensivos”, destaca a psicóloga da Intensicare, da UTI Infantil, Marcelle Passarinho.

Os parentes de pacientes das UTIs que quiserem participar devem chegar ao hall da Uidade Pediátrica na próxima quarta-feira, 31/5, às 15h, e levar uma toalha grande. A atividade durará mais de uma hora de duração e terá como um de seus focos o combate à ansiedade.

No último dia 26/4, o projeto levou às mães dos pequenos internados cinema, pipoca e refrigerante, e contou com a presença de cerca de 30 mulheres. Agora, a Intensicare busca novos parceiros para diversificar as atividades, e quem sabe, até mesmo torna-las mais frequentes.

Serviço

Projeto de Oficinas Mensais

Aula de Ioga, com a fisioterapeuta Ana Lúcia Carloni Curado

Data: 31/5 (última quarta-feira do mês)

Local: Hall da UTI Pediátrica do Hospital Regional de Santa Maria

Público: Parentes de pacientes internados nas UTIs

Evento Gratuito (Levar apenas toalha grande)

Partidos políticos e o tabuleiro da corrupção

mamando

A operação Lava Jato veio na hora certa de acabar com os pilares da política que movimenta o DF por muitos desgovernos passados.

 A prisão dos ex-governadores Arruda (PR) e Agnelo (PT) e do vice Tadeu Filippelli (PMDB) abalou a cidade que previa, mas nem tanto, a união dos políticos do DF no rateio coletivo da propina do Estádio Mané Garrincha, a obra mais infrutífera que se poderia ter na opinião popular.

Foi gasto estratosfericamente muito dinheiro público em propina distribuída durante dois mandatos consecutivos. Isso comprova que os políticos são adversários apenas na campanha eleitoral, já que governam juntos independentemente de partido ou de ideologia partidária.

Para vexame geral, as delações entregam a maioria dos partidos. Havia até lista de escalação de quem seria beneficiado, tal como um técnico de futebol faz com seus jogadores. Citados como receptores de propina de obras superfaturadas, os partidos se misturam aos codinomes dados aos políticos, que vão de “Boca-Mole” a “Mineirinho”, tem até o “Lindinho”, apelido do Presidente Michel Temer na lista do propinoduto. Ou seja: não temos políticos sérios e muito menos partidos políticos santos.

É inegável a força partidária no Sistema Político Eleitoral. Isso faz parte do jogo, entretanto o retrato dos partidos políticos não tem agradado o povo brasileiro já experiente no diagnóstico da pilantragem da executiva partidária, que na maioria das vezes ou é composta por assessores políticos, ou por familiares. Os partidos precisam se reinventar e restabelecer a credibilidade do Sistema Eleitoral Brasileiro hoje comandado por caciques detentores até da decisão de quem terá direito a concorrer às eleições.

A preocupação do brasileiro hoje é a lista fechada, que pode ser aprovada na reforma política. O que significa uma relação de filiados apadrinhados pelos grandes caciques para continuar a proliferação da corrupção. Pouca vergonha.

Desinfetar os partidos políticos é uma missão dos correligionários de cada legenda que compõe o Sistema Eleitoral Brasileiro.

Cris Oliveira

Brasília: Humorista Carlos Anchieta de volta com Maria dos Prazer no Teatro do Sesc DF

Do Piauí para Brasília, durante 04 dias de comédia, com 03 personagens hilários, após se apresentar para mais de 20 mil pessoas no nordeste, de volta a capital.

maria 1

Durante dois finais de semana, dias 26 e 27/05 e 03 e 04/06(junho), o brasiliense poderá desfrutar das piadas e esquetes de humor, com o comediante, Carlos Anchieta, que interpreta Maria dos Prazer, no espetáculo “Riso Topado – edição 2017”, retorna do nordeste para o Teatro Ary Barroso, que fica no Sesc da 504 Sul, na Asa Sul/DF. Sábado 21h e domingo 20h. Informações: (61) 9 8611-6620 / 9 8133-2764

maria 2

Bichinha Kero Line – Carlos Anchieta | Divulgação

São três esquetes, onde representa, como se diz no popular, uma bichinha chamada Karol Line, Carlos Anchiêta traz ao palco uma crítica ao preconceito da sociedade contra a liberdade de escolha dos seus indivíduos, sempre com bom humor e energia positiva.

maria 3

Véa Zefa – Carlos Anchieta | Divulgação

Também compõe o espetáculo, a “Véa Zefa, legítima representante da crendice popular brasileira”. Representa o sofrimento de uma viúva de quatro maridos e que ganha a vida vendendo “garrafadas medicinais”. Personagem que sofre com as diferenças sociais e conta de uma forma hilária as dessemelhanças de atitudes dos ricos e dos pobres diante de situações inusitadas.

A terceira personagem é a escrachada “Maria dos Prazer”. Uma doméstica lutadora e como sempre, candidata a Senadora do povo. Conta sua trajetória sofrida desde o Piauí até Brasília, onde chegou sem nada e continua assim até hoje.

2017 foi o ano da comédia para Maria dos Prazer. Fez turnê pelo nordeste e se apresentou para mais de 20 mil pessoas, celebrando 15 anos de história.

A piauiense, Prazer, tem o charme nordestino regado ao bom forró. Veio para Brasília na primeira marcha do MST e nunca mais voltou”, conta o humorista e comediante, Carlos Anchieta, que após quase um ano retorna aos palcos de Brasília.

SERVIÇO:

1ª Temporada: Data: 27 e 28 de maio
Sábado às 21h e domingo às 20h
No Teatro Sesc Ary Barroso – W3 504 Sul / Brasília
Ingressos: R$ 15 meia.

2ª Temporada: Data: 03 e 04 de junho
Sábado às 21h e domingo às 20h
No Teatro Sesc Ary Barroso – W3 504 Sul / Brasília
Ingressos: R$ 15 meia.

Classificação: 14 anos
Informações: (61) 9 8611-6620 / 9 8133-2764

Fonte: Eldo Gomes

Em nome dos Pais, um exemplo de amor

matheus

O Jornalista Matheus Leitão é um exemplo de filho apaixonado pela história da família. Filho da jornalista Mirian Leitão e do jornalista Marcelo Netto, Matheus voltou ao passado por meio do jornalismo investigativo e relatou em seu livro as aventuras e torturas vividas pelos seus pais na época do regime militar, quando Mirian Leitão foi torturada grávida do seu primeiro filho.

Em Nome dos Pais é um ensaio comovente do amor de um filho pela história dos seus pais, mas também revela com veracidade relatos sobre a censura à imprensa e o trauma que foi a ditadura militar. Assunto que ainda assusta o Brasil hoje vivendo sob instabilidade política e que encontra manifestações a favor da intervenção militar.

Super recomendado o livro que mostra o orgulho do filho pela luta dos seus pais.

O livro de Matheus leitão será lançado em Brasília no dia 16 de maio às 19h no Shopping Iguatemi.

 

Cris Oliveira

 

 

ESPAÇO CAMALEOA – Bronzeamento natural ganha novo espaço

O Espaço Camaleoa Clínica de Estética estará atendendo em novo endereço a partir da segunda quinzena do mês de maio. O bronzeamento natural (que faz a famosa marquinha) passou a ser o procedimento mais procurado da Clínica Camaleoa. Segundo a esteticista Viviane Ribeiro, é o encanto de muitas mulheres. O novo endereço fica na QR 404 conjunto 03 casa 02/Samambaia-Norte( Telefone e Whatsapp: 985939078).

O  novo Espaço Camaleoa terá o famoso bronze na laje: um lugar super agradável acompanhado de todos os cuidados que se requer no bronzeamento natural.  A Clínica oferece também microagulhamento, massagem linfática e modeladora, designer de sobrancelha, depilação e salão de beleza, além de loja de lingerie. Venha desfrutar e conhecer o espaço a partir do dia 15 de maio.

 Cris Oliveira

Para mulheres, candidatura feminina ainda é surreal

candidatura surreal

É assustadora a ideia de uma mulher concorrer a um cargo eletivo. Dados confirmam que a cota de 30% é usada apenas para driblar a lei. Para se ter noção, dados confirmam que nas eleições municipais de 2016, uma em cada oito candidatas não receberam votos.

Candidatura fictícia configura crime de falsidade ideológica eleitoral, podendo resultar em perda de mandato dos envolvidos na trama partidária.

A participação feminina da mulher na política é ainda um projeto que precisa ser debatido e estudado. No dia 11/05 a Procuradoria Geral da República promoverá audiência pública sobre a participação da mulher na política.

Faça sua inscrição no site: http://www.mpf.mp.br/mulheresnapolitica

 

Cris Oliveira

 

4º Musical da Páscoa do Nova Geração

4 festival da pascoa

A Igreja Internacional da Reconciliação-IIR e seu movimento Nova Geração estão com uma programação emocionante para esse feriado:

O 4º musical da Páscoa com o tema “Quem é Esse?”. As apresentações acontecerão nos dias 14 e 15/04 ás 20:30h no Auditório do Mackhenzie – Lago Sul.

Vale a pena levar sua família para adorar a Deus e celebrar o Jesus vivo que está entre nós. A ressurreição de Jesus Cristo será encenada pela geração de avivalistas que irão transformar o mundo com Cristo. O musical apresentará canções inéditas compostas para o espetáculo, além do grupo de dança formado por membros da Igreja IRR.

Cris Oliveira

DESTAQUE NO DF, LEI DE ACESSO À INFORMAÇÃO FAZ QUATRO ANOS

lei _da_informação

Com o regulamento, qualquer cidadão pode pedir dados a órgãos do governo de Brasília sobre documentos, salários e prazos, por exemplo

Há quatro anos, o sigilo é a exceção, e a transparência, a regra na administração local. Em 12 de abril de 2013, passou a vigorar a Lei Distrital nº 4.990, mais conhecida como a Lei de Acesso à Informação (LAI), que garante à sociedade acesso dados de órgãos públicos como prazos, documentos, procedimentos e salários, entre outros.

Qualquer cidadão agora pode pedir informações, seja por meio da Internet ou pelas ouvidorias do governo de Brasília (telefone 162). As solicitações são gratuitas, e o interessado não precisa apresentar justificativa

Nesse quesito, Brasília se destaca no ranking nacional, com nota máxima na avaliação de transparência ativa – quando o órgão oferece informação espontaneamente – pela Escala Brasil Transparente, da Controladoria-Geral da União.

Entre as ações do governo para reforçar a visibilidade na gestão pública, ganham evidência o aplicativo Siga Brasília e o Portal da Transparência.

As plataformas permitem que o cidadão acompanhe e fiscalize como e onde o dinheiro público tem sido investido. Só em 2017, a Controladoria-Geral do Distrito Federal já contabilizou mais de 1 milhão de acessos nas páginas dos órgãos do governo.

Brasília também foi a primeira unidade da Federação a ter um Sistema Eletrônico do Serviço de Informações ao Cidadão, que permite que qualquer pessoa (física ou jurídica) encaminhe pedidos de acesso a dados para órgãos e entidades.

Na transparência passiva (quando o cidadão demanda o órgão por informação), 98% dos 22 mil pedidos solicitados já foram respondidos.

Para o controlador-geral do Distrito Federal, Henrique Ziller, o desafio atual é incentivar que mais pessoas procurem dados do governo. “O Estado fornece muito mais informação do que a população procura”, diz.

Com o objetivo de formar cidadãos conscientes, o governo de Brasília faz o programa Controladoria na Escola, que estimula a participação de estudantes da rede pública na fiscalização das instituições de ensino.

O QUE FAZER SE O ACESSO À INFORMAÇÃO FOR NEGADO?

Caso algum órgão não forneça a informação solicitada, o interessado deverá notificar a autoridade superior àquela que emitiu a decisão negativa do acesso — primeira instância em um caso de negação.

Se ainda assim não tiver o acesso desejado, o cidadão deverá procurar a autoridade máxima do órgão — segunda instância.

ACESSOS AO NOVO PORTAL DA TRANSPARÊNCIA AUMENTAM 34%

Em última instância, cabe ao controlador-geral decidir sobre o acesso. Se for constatada irregularidade, quem negou a informação poderá sofrer sanção administrativa e ação direta do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT).

Para os casos de informações bancárias, médicas e de segurança, por exemplo, o órgão não é obrigado a responder, já que são classificadas como sigilosas.

Fonte: AGÊNCIA BRASÍLIA Por: JADE ABREU

Atrações da Semana Santa: COMADT 2017

comadet 2017

As igrejas da denominação Assembleia de Deus estarão reunidas no COMADT 2017. O evento começará dia 13 de abril às 19 h. Serão dias de muito louvor e glória a Jesus, segundo o Pr. Admilson Teixeira, um dos coordenadores do evento, que promete reunir jovens adoradores da Ceilândia, de Taguatinga, de Samambaia e de toda região do Entorno.

Quem participar do evento irá adorar a Deus com os louvores de Anderson Freire, Soraya Moraes, Ministério Avivar, Pr. Cláudio Duarte e outros pregadores nacionais da palavra de Deus.

Será um momento de grande adoração e edificação. Todos estão convidados a participar. O Tema do Congresso é: Quem Sou Eu? Vai valer a pena.

 

Cris Oliveira

 

 

Música clássica transforma vidas de jovens da periferia

Com o apoio do Ministério da Cultura, a Organização Não Governamental Ação Social pela Música do Brasil (ASMB) leva inclusão social por meio do ensino da música clássica a crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social.

Junto a outros jovens de comunidades pobres do Rio de Janeiro, o hoje contrabaixista clássico David Nascimento integra a Orquestra Jovem do Brasil, que já se apresentou no Teatro Municipal do Rio de Janeiro e na Cidade das Artes.

David tem 20 anos e está há cinco anos na ONG. Além de fazer parte da Orquestra, ele também ensina contrabaixo. “Conheci o contrabaixo por amigos que já faziam o projeto. Fui com o intuito de tocar violoncelo, só que não tinha, só tinha o contrabaixo. Foi quando cheguei à sala, o professor estava tocando, e eu me apaixonei pelo instrumento. Pensei: ‘eu quero isso pra minha vida'”, destacou

Entrar numa universidade de música é o próximo passo de David, morador do Chapéu Mangueira, comunidade da cidade do Rio de Janeiro, em direção ao sonho de sua carreira nos palcos. “A música representa mudança de vida, assim como transformou a minha, transformou a de milhares de jovens”, disse David.

Para o coordenador pedagógico do Ação Social pela Música do Brasil, Júlio Camargo, a música é um agente de transformação social. “A musica é poderosa, mobiliza, faz com que os jovens percebam o seu aprendizado”, frisou.

A estudante Mariana Pereira da Silva, 17 anos, aprendeu a tocar violino no projeto e decidiu que quer seguir carreira na música clássica. “A música pra mim é tudo. Nunca imaginei tocar violino, nunca imaginei fazer viagens. Hoje em dia, o que mais quero é ser musicista”, conta.

O projeto funciona em nove núcleos de três estados brasileiros: Rio de Janeiro, Paraíba e Rondônia. Desde 1996, início do projeto, mais de dez mil estudantes já passaram pelas salas de aula da ONG.

Fonte: Portal Brasil