Menina que driblou todas as adversidades físicas – e até a cegueira – vai ser bacharel em direito e vira palestrante motivacional

Palestra será na sede do Metrô-DF, nesta quarta-feira (25), às 16h. Maria Eduarda Soares de Mendonça, a Duda, tem 24 anos, e falará sobre Superação da Mulher

FB_IMG_1464094281704

(Brasília, 24/05/2016) – Nesta quarta (25), às 16h, no Auditório do Centro Administrativo e Operacional (CAO), os empregados do Metrô-DF assistirão a uma palestra sobre Superação da Mulher. A estudante de Direito e palestrante Maria Eduarda Soares de Mendonça, de 24 anos, a Duda, conta como convive com um distúrbio hereditário sério, o nanismo, e se transformou em uma verdadeira gigante da história que escreve todo dia da sua vida.

Duda mede 84cm de altura, pesa menos de 30 kg e enxerga muito mal. Tem menos de 20% da visão. Mais do que uma palestra, ela vai falar dos próprios desafios e da luta diária que enfrenta para superar as limitações físicas.

Enfrentou todas as adversidades, os piores prognósticos médicos e a incerteza de que poderia chegar tão longe. Duda chegou. Na verdade, chega todo dia. Todo dia que resolve sair de casa, encarar a vida e escrever um novo capítulo. Duda está terminando a faculdade de Direito.

Nesta quarta (25), ela falará disso tudo. E um pouco mais. Vai contar histórias de superação e de conquistas. E vai cutucar os espectadores a olhar para a própria vida. E talvez os leve a questionar sobre todas as vezes que desistiu ou interrompeu um sonho pela metade por achar que não daria conta.

A palestra de Duda faz parte de uma série de atividades do Projeto Qualidade de Vida da Diretoria de Administração (DAD) do Metrô-DF para motivar os empregados e conscientizá-los sobre vários temas atuais, como abuso e assédio sexual, liderança, entre outros.

Serviço:

Palestra: Superação da Mulher, com a palestrante Maria Eduarda Soares de Mendonça, a Duda

Data: 25/05/2016

Horário: 16h

Onde: Auditório do Complexo Administrativo e Operacional do Metrô-DF – Av. Jequitibá, lote 155, Águas Claras.


Crédito da foto: Divulgação/Maria Eduarda

Fonte: Metrô-DF

Câmara Legislativa: Gravações revelam um novo código para negociações com empresários Tem conversa?

camara em movimento

Outro empresário foi prejudicado por condições impostas por distrital e seu assessor de confiança.

 

Um valor vultuoso seria remanejado para execução de serviços em prédios públicos do DF.

 

Em uma das gravações que se encontra em poder do empresário que fez a denuncia ao blog, e que serão entregues à Policia Federal, uma frase chamou atenção: “teve conversa”.

 

Não adianta alguns distritais buscarem a procedência das gravações e muito menos quem é nossa fonte. Para quem duvida da existência das gravações, voltamos a afirmar que as mesmas foram feitas em dois gabinetes de parlamentares e na sala de uma das comissões da Câmara Legislativa, durante reuniões.

 

Não há a mínima possibilidade dessa história não ser contada pelo blog, mas por compromisso assumido com a fonte, só revelaremos os protagonistas logo que se oficialize a entrega do material às autoridades competentes.

 

A casa caiu! “Não tem conversa”.

Fonte: Blog do Sombra

Empresários do Jardim Botânico recebem a obra do Estacionamento

IMG_8130

 

Após compromisso firmado entre o Governo de Brasília, Administração Regional do Jardim Botânico e comunidade, o DER começou  a obra do estacionamento da Avenida Comercial do Jardim Botânico. A obra é uma reivindicação antiga dos empresários e moradores do local.

 O Administrador Interino Alessandro Paiva esteve no local dando o pontapé inicial na obra, e deixou claro a importância deste momento para a comunidade e frequentadores da Cidade.

O estacionamento na área comercial trará melhora no trânsito do local. O governador Rodrigo Rollemberg (PSB) estará na Quarta Feira (17), no Jardim Botânico assinando um pacote de obras para o local.

 

Cris Olivera

NO DF, ESPORTE À MEIA-NOITE TEM AÇÕES PREJUDICADAS POR FALTA DE POLICIAMENTO

Programa oferece futsal, vôlei, basquete, tênis de mesa e totó a jovens. Secretaria de Segurança estuda remanejar policiais para atender serviço.

ESPORTE A MEIA NOITE

 

Por falta de policiamento, as atividades do programa Esporte à Meia-Noite estão prejudicadas no Distrito Federal. A iniciativa atende 500 jovens em várias regiões administrativas – como Sobradinho II, Ceilândia, Brazlândia, Planaltina, Estrutural e Itapoã – e oferece atividades como futsal, vôlei, basquete, tênis de mesa e totó. À TV Globo, a Secretaria de Segurança disse verificar a possibilidade de remanejar policiais para suprir as necessidades do projeto. Também afirmou que a PM tem intensificado o patrulhamento em locais onde não há policiais escalados.

Professores e alunos também reclamam sobre a falta de lanche. Os profissionais dizem que já tiveram que bancar a alimentação dos alunos. Em nota, a Secretaria de Desenvolvimento Social disse que o programa prevê apenas repasse de leite e derivados para ajudar no lanche. Segundo a pasta, não há atrasos no serviço.

“É um programa da Secretaria de Segurança Pública que, teoricamente, comanda as forças policiais de segurança do Distrito Federal, mas nós não temos nenhum à disposição para que funcionem os núcleos”, diz o professor João Romeiro. “Nós estamos há um mês sem funcionar, mas estamos há mais de um ano sem policiamento.”

O problema, segundo professores e alunos, é mais intenso em Sobradinho II,Planaltina, Itapoã, Estrutural, São Sebastião e Santa Maria. De acordo com o Esporte à Meia-Noite, deveria haver um policial durante as atividades, que ocorrem sempre entre 22h e 2h.

O técnico em refrigeração Leilo Santos critica a situação. “Está complicado, a galera quer jogar, tem gente para jogar, mas estamos proibidos de jogar devido à falta de policiamento.”

O auxiliar administrativo Marcos Vinícius Pereira também reclama da falta das atividades. “Precisamos que volte o Esporte à Meia-Noite, porque é um projeto muito bom, um projeto que ajuda todos os jovens com várias modalidades. Isso é uma coisa que ajuda bastante os jovens.”

 

Fonte: G1DF

Governo Temer é recatado e não conta com mulheres na equipe

Michel Temer

As críticas aumentaram após o anúncio dos Ministros no Governo Temer (PMDB). Alguns indicados são filhos de caciques da política brasileira, outros são integrantes da lista de corruptos, mas nenhuma mulher foi contemplada para vaga de ministra, o que pegou muito mal.

Para alguns, a falta da figura feminina na nova equipe de composição do Governo Temer é apenas a confirmação da falência do gênero feminino, que vinha conquistando o diferencial na esfera política. Temer chegou colocando de lado a Secretaria da Mulher, que teve papel fundamental na construção de políticas públicas de proteção da mulher brasileira. Trabalho bem avaliado, colocado em prática durante anos de existência desta Secretaria, e que garantia a participação da mulher na Política Brasileira.

Existem os que preferem colocar a mulher na mesma posição do homem, sem distinção de gêneros, e as que se vitimizam com o pseudo feminismo. Mas será que isso acontece no dia a dia da mulher Brasileira? O PMDB é um partido grande, porém limitado à parentela dos caciques políticos que seguram a legenda indicando seus familiares em total poder dos cargos da Executiva do partido, colocando assim todo o domínio partidário da legenda nas mãos de poucos. Basta pegar a lista da legenda na eleição passada para verificar os nomes que compuseram a cota de 30% para mulheres. Com número pequeno e sem expressão política, a mulher no partido é colocada em banco de reserva apenas para o cumprimento das cotas partidárias. Os recursos de campanha não chegam ao famoso sexo frágil, tudo planejado para dificultar o empoderamento da mulher na política.

Um vexame que nos coloca como minoria no parlamento e também no executivo. Mas se o Presidente Michel Temer não conseguiu achar mulheres qualificadas para sentar nas cadeiras do seu governo, por que as ocupou com corruptos envolvidos em escândalos? Essa resposta é fácil: nenhum dos Caciques políticos tiveram filhas mulheres para indicar aos cargos.

A extinção da Secretaria Pública da Mulher nos deixam vulneráveis à grande violência que enfrentamos no dia a dia das brasileiras. Ficaremos dois anos no retrocesso dos nossos direitos adquiridos? Se a mulher é igual ao homem na sociedade, por que somos ainda vítimas de estupros e feminicídios? Se na política somos iguais, por que as cotas partidárias existem e as verbas partidárias são colocadas como prioridade para homens entrarem no poder?

O Presidente já anunciou que o erro de não haver mulheres em seu governo pode ainda ser corrigido por meio da indicação de uma mulher para o MEC, que voltou a ter a pasta da Cultura na sua composição. Nós mulheres sonhamos com tratamento igual, será que esse sonho chegou com o esquecimento do Presidente Michel Temer? Fato é que no Brasil um segmento político nunca é esquecido: os corruptos.

 

Cris Oliveira

 

Sobradinho terá corte de bolo de 56 metros em comemoração ao aniversário da cidade

aniversario

(Brasília, 10/5/2016) – Em comemoração ao aniversário de Sobradinho, a Administração Regional juntamente com os moradores promoverá o corte do bolo de 56 metros, na próxima sexta-feira (13), às 15h, na quadra 8, em frente à Igreja Nossa Senhora do Rosário de Fátima. O bolo será produzido pelos confeiteiros da região. O evento faz parte da programação oficial de aniversário elaborada com base no tema 56 Anos pela Paz.

Para o administrador de Sobradinho, Divino Sales, a comemoração do aniversário da cidade é um marco para os moradores e visitantes da região. “Os eventos foram elaborados com dedicação para agradar a todos. Quem comparecer irá gostar”, conclui.

População e história
De acordo com a Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios, divulgada em agosto pela Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan), Sobradinho tem população estimada em 68.551 habitantes, com taxa média de crescimento anual de 3,73%.

Sobradinho foi fundado em 13 de maio de 1960 para abrigar quem vivia nos acampamentos de empreiteiras na Vila Amauri, no Bananal e nas invasões próximo à Vila Planalto, inundadas pelas águas do Lago Paranoá, e os funcionários da Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap) e do Banco do Brasil que vieram para a fundação de Brasília.

Ao fim de 1960, o local contava com mais de 8 mil famílias. Mais tarde, a área foi povoada por moradores que compraram lotes regularizados. Em 1964, Sobradinho tornou-se região administrativa.

Chefe da Assessoria de Comunicação

Administração Regional de Sobradinho

Governo de Brasília retornando os serviços nas RAs

IMG_8045[1]

Depois de muita luta e meses sacrificados por uma pseudo licitação cancelada pelo TCDF, que traria para Brasília uma empresa da Bahia para prestar serviços na manutenção urbanística das Administrações Regionais, a Coopercam assinou nesta segunda feira (09) o contrato com o Governo de Brasília.  O suplente de deputado distrital e presidente da Cooperativa dos Caminhoneiros Valdelino (PRP) Barcelos voltou a sorrir ao lado do Governador Rollemberg (PSB).

 

São 593 máquinas a disposição da Novacap, que é responsável pela gestão e distribuição das máquinas nas Administrações Regionais, para operação dos trabalhos. As Administrações estão necessitando das máquinas para manutenções e obras há muito tempo.

 

Agora é de verdade! Esses caminhoneiros merecem, são do DF, e não da Bahia.

 

Cris Oliveira

 

Impeachment: O paralelo parlamentar entre a governabilidade e a oposição

 

celina leao 3

Ser político no Brasil é uma profissão mal vista e isso vem piorando a cada dia. Estamos acostumados a assistir a incerteza e a instabilidade geradas pelo poder através das costuras de governabilidade, que faz o parlamentar Brasileiro se vender por cargos e liberação de emendas, para agraciar projetos e votações, visando favorecimento pessoal que beneficia o poder executivo. A prática tira a função de fiscalização que os parlamentares têm, e coloca em prática a barganha imoral para calar a boca e fazer papel de fantoche.

 

Foi assim com o ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB), que cansou das contas na Suíça e colocou a Presidente Dilma (PT) no Paredão do Impeachment, se tornando o malvado favorito. Envolvido, porém agraciado com o glamour temporário em estilo Peter Pan, querendo livrar o Brasil da lama de corrupção que ele também participou. Fez sua parte, porém seu dia chegou e ele teve que se afastar do poder.

 

Na CLDF, o caso não é diferente. A presidente da Câmara Legislativa foi a interceptadora do Governador Rollemberg (PSB). Negociou cargos, loteou o governo e se projetou à presidência da casa. Mas agora, depois de não conseguir mais o apoio de Rollemberg para barganhar a mudança de mandato da presidência da câmara para 4 anos com direito a reeleição, Celina (PPS) quer o lado da oposição. Neste caso, a maldade da favorita pegou mal demais. Inconformada com o fim da estada na sala da Presidência, Celina, assim como Eduardo Cunha, quer o IMPEACHMENT DO GOVERNADOR ROLLEMBERG.

 

No meio do pirão, Celina acusa o presidente do DFTRANS de participar de viagens com empresários, mas se esquece de que foi manchete de sites viajando de jatinho com alguns outros empresários. A lei na política é só para terceiros.

 

Mas o mais preocupante é que não temos como Vice-Governador uma pessoa capacitada. Renato Santana (PSD) não gosta muito das bases como antigamente. Empossado como administrador interino do Riacho Fundo I, o Vice foi na Cidade após 8 dias do decreto que o nomeou para receber a tocha olímpica, e parece que o fogo do Super-Vice em fazer mudança geral foi apagado. Nem Ceilândia e nenhuma outra cidade satélite tem a presença real do Vice-Governador. Tudo muito superficial, e detalhe: na rede social ele é o Vice Laranja. O povo é criativo e não dorme mais sem colocar na política uma pitadinha de crítica.

 

Não tem reeleição? Então não tem apoio.

 

A deputada Celina Leão (PPS) passou para o ataque. Se não tem o apoio do governador para as barganhas com os deputados a fim de aprovar a reeleição para presidência da CLDF, também não tem o apoio, e muito menos, o voto à favor do governo na Câmara Legislativa. O povo superficialmente pode até comemorar por alguns dias a atitude de Celina Leão, que só ruge mesmo quando tocam no prato dos favorecimentos conquistados no começo do Governo Rollemberg. Aquele que ajudou, e muito, Celina a ser eleita como presidente da casa.

 

Mas como tudo na casa do “Povo” é instável, basta um bom bate papo com o governador e alguns cargos esperados nas empresas públicas do governo para Celina voltar a voar de jatinho acompanhada de grandes empresários. É tudo questão de “discutir a relação”. Enquanto isso, a balela é cuidar da saúde pelo bem do povo, para que seja de boa qualidade aos seus usuários.

 

 

 

Infelizmente, o povo do DF vive uma politicagem que parece filme de Hollywood. O paralelo da governabilidade e da oposição se chama favorecimento, e o povo não entende por que elege seus representantes.

 

 

 

Cris Oliveira

Comerciantes da Feira da Torre de TV têm até o dia 20 para atualizar cadastro

Ocupantes dos boxes precisam entregar documentos e termo de permissão de uso não qualificado

Gabriela Moll, da Agência Brasília
feira 2
9 de maio de 2016 – 20:30

Ocupantes dos boxes da Feira de Artesanato da Torre de TV de Brasília têm até 20 de maio para atualizar a inscrição e recadastrar o uso do espaço na Secretaria de Gestão do Território e Habitação. Para aqueles que trabalham nas Alas de A a I, o prazo começou nesta segunda-feira (9) e termina na sexta-feira (13). Os das Alas J a R devem comparecer ao atendimento da Subsecretaria de Ordenamento das Cidades, da pasta de Gestão do Território e Habitação de 16 a 20 de maio.

A convocação foi publicada no Diário Oficial do Distrito Federal de hoje. De acordo com o texto, após o término desse prazo serão tomadas as medidas para regularizar e organizar a feira. Para fazer o recadastramento, além de documentos obrigatórios, os ocupantes que têm de apresentar o termo de permissão de uso não qualificado e a cópia da lista de sorteio para a ocupação dos boxes.

Documentos obrigatórios para a atualização de inscrição e o recadastramento:
– Certidão de regularidade com a Fazenda federal e a distrital
– Certidão negativa criminal expedida pelo cartório de Distribuição do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios
– Certificado de reservista, alistamento militar constando a dispensa do serviço militar obrigatório ou outro documento hábil para comprovar que o tenha cumprido ou dele tenha sido liberado (original)
– Comprovante de ocupação em data anterior a 3 de fevereiro de 2012
– Declaração de não ser servidor ou empregado público
– Comprovante de quitação eleitoral
– Cópia da carteira de identidade
– Cópia do CPF
– Cópia da declaração de imposto de renda
– Declaração de nada consta da Administração Regional do Plano Piloto
– Declaração de nada consta das despesas de custeio do fornecimento de serviços
– Declaração do interessado que não tem concessão, permissão ou autorização de uso de nenhuma outra área pública no Distrito Federal

Atualização da inscrição e recadastramento dos boxes da Feira da Torre de TV
Alas A a I: de 9 a 13 de maio
Alas J a R: de 16 a 20 de maio
Das 9 horas ao meio-dia e das 14 às 17 horas
Na Subsecretaria de Ordenamento das Cidades, da Secretaria de Gestão do Território e Habitação (Setor Comercial Sul, Quadra 6, Bloco A, Lotes 14/15, Térreo)

Roriz é festejado em homenagem a líderes comunitários feita por Liliane

IMG_5837

“Meu pai mandou um abraço para vocês, a quem ele chamou de ‘amigos’”, disse a vice-presidente da Câmara Legislativa, deputada Liliane Roriz (PTB), logo no início da Sessão Solene que ela promoveu para comemorar o Dia do Líder Comunitário. O evento aconteceu na manhã desta quinta-feira, 5 de maio, no plenário da Câmara. Durante a sessão, o nome de Joaquim Roriz foi lembrado várias vezes e emocionou a parlamentar e a liderança presente.

Liliane destacou a importância dos líderes comunitários para o trabalho parlamentar e destacou a frase de Roriz que diz: “Governar é definir prioridades depois de ouvir o povo”. “Para melhorar meu trabalho parlamentar procuro sempre ouvir os líderes comunitários, que buscam o bem-estar da comunidade que representam e se preocupam com o bem comum, não com o individual”, destacou a distrital.

Em nome das lideranças, Liliane protestou contra o aumento de R$1,00 para R$3,00 no valor da refeição nos treze restaurantes comunitários do DF. “Esses restaurantes foram criados para as pessoas não passarem fome; as famílias são de cinco até dez pessoas e no dia a dia isto fica muito caro”, alegou. Ela disse que insistiu com o governador Rodrigo Rollemberg, por diversas vezes, para a redução do preço. “A economia para o governo é insignificante”, acrescentou.

Entre os homenageados, Liliane Roriz destacou a atuação do líder comunitário mais antigo de Brasília, Aníbal Coelho, 85 anos, do Núcleo Rural Casa Grande. O trabalho social deve ser a principal preocupação de um representante comunitário, segundo Coelho, que pediu apoio parlamentar para a construção de um colégio rural, em período integral, em Casa Grande. “Nossa missão é defender a nossa capital”, afirmou o presidente da Associação Nacional das Lideranças Comunitárias do DF e Entorno, Wilson Firmino.

Estudantes do Centro Educacional 3 de Planaltina assistiram a solenidade, em que participaram a subsecretária de Segurança Cidadã da Secretária de Segurança Pública e Paz Social, Susana Bruno, entre outras autoridades e lideranças de diversas cidades do DF.

Lívio di Araújo

Paz será o tema do aniversário da cidade serrana

Durante 11 dias, haverá eventos como show com a cantora mirim Nicole Luz, desfile cívico, corte de bolo e baile

SOBRADINHO

A programação oficial de aniversário de Sobradinho foi elaborada com base no tema 56 Anos pela Paz. De 6 a 20 de maio, haverá atividades culturais, esportivas e religiosas para celebrar mais um ano da região serrana. A ideia é que o assunto seja abordado em uma missa e em um culto religioso, além de servir como inspiração para decoração do baile, que será com cores mais claras.

Uma das atrações da programação é Nicole Luz, cantora mirim que ganhou projeção nacional após aparecer em um programa televisivo. Ela sobe ao palco montado no Ginásio de Esportes de Sobradinho às 17 horas de 7 de maio.

São esperadas até 5 mil pessoas durante os 11 dias de evento, mil delas somente no desfile cívico, na Avenida Contorno, no dia 14. A atividade contará com a apresentação de escolas locais, grupos de idosos e a banda do Corpo de Bombeiros Militar. Público semelhante deverá comparecer ao baile do dia 20, no ginásio de esportes. Neste ano, o corte do bolo está previsto para o dia 13, quando 56 metros da sobremesa serão distribuídos aos participantes.

Recursos

Cerca de R$ 300 mil oriundos de emendas parlamentares para a área de cultura serão empregados na estrutura das festividades, como banheiro, equipamentos de som e luz, palco e alambrados. “Estamos firmando parcerias com comerciantes locais para o que mais for necessário”, afirma o administrador regional de Sobradinho, Divino de Oliveira Sales.

População e história

De acordo com a Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios divulgada em agosto pela Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan), Sobradinho tem população estimada em 68.551 habitantes, com taxa média de crescimento anual de 3,73%.

Sobradinho foi fundada em 13 de maio de 1960 para abrigar quem vivia nos acampamentos de empreiteiras na Vila Amauri, no Bananal e nas invasões próximo à Vila Planalto, inundadas pelas águas do Lago Paranoá, e os funcionários da Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap) e do Banco do Brasil que vieram para a fundação de Brasília.

Ao fim de 1960, o local contava com mais de 8 mil famílias. Mais tarde, a área foi povoada por moradores que compraram lotes regularizados. Em 1964, Sobradinho tornou-se região administrativa.

Como chegar

Da Rodoviária do Plano Piloto a Sobradinho são aproximadamente 23 quilômetros. Para quem utiliza transporte público, entre outras opções, há as linhas de ônibus da Piracicabana 0.516 e 0.518, que partem do terminal, e as 0.501, 0.509, 0.520, 501.1, que passam ao lado da plataforma superior, pelo Eixinho. Mais horários e rotas podem ser encontrados no sistema de busca on-line do Transporte Urbano do DF (DFTrans).

Fonte: Agência Brasília com informações da Ascom Administração de Sobradinho

Chefe da Assessoria de Comunicação

Movimento e Mangueiral se Unem e formam a maior OSCIP comunitária do DF

Da Redação do MCJB – 03/05/16
Fonte: Movimento Comunitário do Jardim Botânico

 

Nesta segunda (02), a comunidade do Jardim Botânico fez história! Em evento solene, a Associação dos Amigos do Jardins Mangueiral – AAJM se associou ao Movimento Comunitário do Jardim Botânico, formando a maior OSCIP urbano comunitária do Distrito Federal e uma das maiores do país, com uma representatividade de quase 50 mil pessoas.

 

O evento de assinatura associativa ocorreu na sede do Movimento com a presença do novo administrador regional interino do Jardim Botânico, Alessandro Paiva, representantes do GDF, empresários e sociedade civil.

 

Paiva demonstrou surpresa com a representatividade e a estrutura organizacional do Movimento. Afirmou que, em sua gestão, vai apoiar os projetos já desenvolvidos pelo Movimento, procurando focar nas demandas mais urgentes. O administrador interino ouviu as reclamações e sugestões da comunidade e prometeu respondê-las o mais breve possível. “Minha gestão será sempre em parceria com a comunidade, portanto fico feliz em saber que teremos conosco uma estrutura voluntária e tão organizada”, destacou.

 

Com a associação da AAJM, o Movimento passa a ter uma representatividade de quase 50 mil pessoas, acomodadas em 37 condomínios que se localizam na região administrativa do Jardim Botânico, conforme a portaria nº 4 (ver aqui). Tornou-se, assim, a maior OSCIP urbano comunitária do Distrito Federal e uma das maiores do país.

 

OSCIP é uma certificação expedida pelo Ministério da Justiça para associações que se enquadram na condição de instituição de interesse público. As associações de cunho comunitário, algumas representando bairros, costumam ter grande número de associados. Mas o Blog apurou que o Movimento, hoje, pode ser uma das maiores associações, com a certificação de OSCIP, do Brasil. “Sabemos que pouco mais de 11% dos municípios brasileiros tem mais de 50 mil habitantes, o que torna o ato associativista do Jardins Mangueiral ao Movimento um marco para as instituições de Terceiro Setor.”, afirmou Graça Melo, editora do Blog do MCJB. (clique aqui e veja o mapa representativo do Movimento)
Fonte: Movimento Comunitário do Jardim Botânico
Assinatura de associação da AAJM ao Movimento Comunitário do Jardim Botânico

 

Em seu discurso, o presidente da AAJM, Paulo Isidoro, destacou o papel do Movimento, como um agente que fará a ponte entre a comunidade e o poder público, minimizando as dificuldades de se obter soluções para problemas simples da comunidade. Paulo explicou que, atualmente, os maiores problemas enfrentados pela comunidade do Mangueiral se situam no quesito transporte, hoje insuficiente e de pouca qualidade, e no quesito equipamentos públicos, uma vez que o Jardins Mangueiral não possui posto de saúde ou escolas públicas, uma antiga promessa do GDF. O presidente da AAJM reafirmou sua expectativa de que, com essa união ao Movimento, a força comunitária para obter o cumprimento dessas promessas vai aumentar. “A aprovação de associação foi unânime pelo conselho deliberativo da AAJM. Estamos muito felizes por esta parceria e esperançosos que juntos vamos melhorar a qualidade de vida do bairro como um todo e, consequentemente, do  Jardins Mangueiral.” afirmou Paulo.

 

Fonte: Movimento Comunitário do Jardim Botânico
Rose Marques, presidente do Movimento, destacou que esta união faz da comunidade do Jardim Botânico uma das mais fortes do DF e do país, não só pela representatividade numérica, mas principalmente pela organização institucional. “Nossas demandas são divididas por comissões e outras associações, que tem autonomia de ação, dessa forma nossas ações são mais rápidas e efetivas”, destacou. Rose lembrou também que o objetivo do Movimento é desenvolver propostas em conjunto com o poder público para soluções comunitárias. “Não ficamos apenas reclamando do poder público, mas sim, incansavelmente, buscando soluções e as apresentando ao governo para realizarmos juntos. Nosso objetivo é estender para a comunidade do bairro a qualidade de vida que alguns condomínios conquistaram.” finalizou.

 

Todos os moradores do Jardins Mangueiral associados à AAJM passam a ter direito aos convênios e benefícios dos demais associados do Movimento, como descontos de combustível, faculdade, comércio do bairro, dentre outros. As carteirinhas começarão a ser emitidas ainda esta semana e enviadas por e-mail.

Fonte: Blog Movimento Comunitário do Jardim Botânico

Comitê do Rio 2016 adianta horário do percurso da tocha em Brasília

Início na Esplanada dos Ministérios será às 10 horas desta terça-feira (3). Veja os novos horários de cada trecho do trajeto

Amanda Martimon, da Agência Brasília
toxa 01

Atualizado em 2 de maio de 2016, às 21h35 (Foto: Renato Araújo/Agência Brasília)

Antes previsto para as 10h30, o início do percurso da tocha olímpica em Brasília foi adiantado em 30 minutos pelo comitê organizador dos Jogos Rio 2016. As alterações foram divulgadas na tarde desta segunda-feira (2). Agora, a chama sairá do Palácio do Planalto às 10 horas e percorrerá cinco regiões administrativas em 105 quilômetros de trajeto — 40 deles a pé ou por meios alternativos, como rapel —, até ser levada ao palco da celebração, na Esplanada dos Ministérios, por volta das 20h50.

Novos horários estimados:

Às 10 horas — Início do revezamento no Palácio do Planalto em direção ao Congresso Nacional
Às 10h21 — Catedral Metropolitana Nossa Senhora Aparecida
Às 10h37 — Palácio do Itamaraty
Às 10h46 — Praça dos Três Poderes
Às 11h19 — Descida da Ponte JK ao Lago Paranoá por rapel. Depois condução em embarcação e em canoa havaiana
Às 11h37 — Chegada ao Pontão do Lago Sul
Às 11h55 — Descida de rapel de helicóptero para o Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha
Às 12h05 — Evento no estádio
Às 12h17 — Complexo Aquático Cláudio Coutinho
Às 12h47 — Parque Nacional de Brasília (Água Mineral)
Das 12h56 às 13h13 — Pausa
Às 13h28 — Parada para ação de patrocinador no SIA
Às 13h38 — SIA, entre os Trechos 1 e 2
Das 14h14 às 15h20 — Taguatinga (Avenida Central, Comercial Sul, Samdu Sul, Praça Vila Dimas)
Às 15h20 — Parada para ação de patrocinador em Taguatinga
Às 15h34 — Regimento de Polícia Montada da Polícia Militar do DF, no Riacho Fundo 1
Às 15h58 — Avenida Central do Riacho Fundo 1
Às 16h20 — Centro Olímpico e Paraolímpico do Riacho Fundo 1
Às 16h57 — L2 Sul (na altura da 616 Sul)
Às 17h49 — Igrejinha, 308 Sul
Às 18h07 — Eixo L, da 207 Sul até a 204 Sul
Às 18h22 — Plataforma superior da Rodoviária do Plano Piloto em direção ao Setor Comercial Sul
Às 18h47 — Parada para ação de patrocinador no Setor Comercial Sul
Às 19h11 — Parque da Cidade
Das 19h29 às 20 horas — Parada técnica no Centro de Convenções Ulysses Guimarães
Às 20 horas — Memoriais JK e dos Povos Indígenas
Às 20h16 — Eixo Monumental, saída do memorial para a Torre de TV
Às 20h23 — Torre de TV/Fonte Luminosa
Às 20h33 — Eixo Monumental, saída da Torre para palco da celebração
Às 20h50 — Chegada da tocha ao palco da festa de celebração

Todas as informações sobre o revezamento estão no site www.vibrabrasilia.com.br.

Alterações no planejamento
Com a mudança das 10h30 para as 10 horas, alguns horários de intervenções e bloqueios no trânsito tiveram de ser alterados. Painéis eletrônicos distribuídos por vários pontos do trajeto informam os brasilienses, desde 20 de abril, os horários de fechamento de vias e as alternativas de pistas. A ideia é que o fluxo de veículos seja interrompido cerca de 15 minutos antes da passagem da tocha e liberado de 10 a 15 minutos depois. Em locais estratégicos, estacionamentos serão fechados na noite desta segunda (2).

Veja detalhes do planejamento do governo de Brasília para amanhã (3) nas áreas de trânsito, transporte, segurança e saúde e o horário de funcionamento de pontos turísticos.

TRÂNSITO

Esplanada
A partir das 8h45 (e não mais das 9 horas), as seis faixas das duas vias do Eixo Monumental (S1 e N1) serão fechadas para veículos da altura da Catedral Metropolitana Nossa Senhora Aparecida até a L4 Sul. A chama sai do Palácio do Planalto e passa pelo Congresso Nacional, pela catedral e pela Praça dos Três Poderes.

Todos os estacionamentos que dão acesso a essas vias ficarão fechados das 8h45 às 11 horas, horário em que está prevista a liberação do fluxo de trânsito. As alternativas são a S2 e a N2 (dos anexos dos ministérios).

Ponte JK
Somente uma faixa da Ponte JK, a da direita no sentido Lago Sul, será fechada, por volta das 9h30. As demais estarão livres para circulação. A expectativa é que o trecho interditado seja liberado às 11h30. No Pontão do Lago Sul, onde a tocha chegará de canoa havaiana após ser levado ao Lago Paranoá por rapel, algumas vagas de estacionamento serão interditadas das 7 horas às 11h45.

Cláudio Coutinho
O estacionamento do Complexo Aquático Cláudio Coutinho será bloqueado na noite desta segunda-feira (2) e deverá ser reaberto às 12h35 de amanhã (3). A via entre o estádio e o complexo aquático ficará fechada pelo mesmo período.

No Parque Nacional de Brasília, conhecido como Água Mineral, apenas três bolsões de estacionamentos próximo à guarita de acesso serão bloqueados. O local ficará fechado para visitantes das 11 às 14 horas.

SIA
No Setor de Indústria e Abastecimento (SIA), haverá interdição do fluxo entre os Trechos 1 e 2, sentido Taguatinga, provavelmente das 13 horas às 14h15. As vagas públicas ao longo desse trecho e no canteiro central começarão a ser bloqueadas na noite de hoje (2), a partir das 19 horas.

São vias alternativas a Estrada Parque Taguatinga (EPTG) e as pistas dos Trechos 3 e 4 do SIA.

Taguatinga
Na Avenida Central de Taguatinga, a pista que segue em direção à Praça do Relógio terá o trânsito interrompido das 13h45 às 14h20. A do sentido contrário passará apenas por retenção temporária do fluxo, de cerca de cinco minutos no momento da passagem da tocha pelo local. A Avenida das Palmeiras poderá ser usada pelos motoristas.

Os dois sentidos da Avenida Comercial Sul serão interditados das 14 horas às 14h55. Na Estrada Parque do Contorno (EPCT), no trecho conhecido como Pistão Sul, haverá desvios em alguns trechos para impedir o acesso de veículos.

O fluxo na Avenida Samdu Sul — também nos dois sentidos — será interrompido, aproximadamente das 14h35 às 15h30, próximo ao Setor D Sul, em direção à Vila Dimas. A via que dá continuidade à Samdu Sul, após a linha do metrô, e passa pela Praça Vila Dimas ficará interditada das 14h45 às 15h40. Nesse trecho, o trajeto passará próximo a um hospital particular — um estacionamento ao lado estará fechado, mas haverá passagem livre para ambulâncias. Os veículos podem usar o Pistão Sul para desviar.

Os estacionamentos dessa região do trajeto que têm acesso a essas avenidas e vias em que haverá intervenção no trânsito ficarão bloqueados desde a noite desta segunda (2), por volta das 22 horas. A liberação vai variar, pois começa à medida que a tocha passar pelos locais.

Riacho Fundo I
A pista da Avenida Central do Riacho Fundo I, sentido administração regional, ficará fechada por volta das 15h45 até as 16h20. Estacionamentos desse lado da via serão fechados nesta noite (2). Na Avenida Sucupira, que dá acesso ao centro olímpico, haverá retenção temporária do trânsito no momento da passagem da tocha. As ruas internas da região administrativa são opções.

Asa Sul
Por volta das 16h45 às 17h20, não será permitido trafegar pela L2 Sul em direção à Rodoviária do Plano Piloto. As saídas de estacionamentos para essa via ficarão bloqueadas no mesmo horário. A L4 Sul pode ser usada pelos veículos.

A caminho da Igreja Nossa Senhora de Fátima, a Igrejinha, o trânsito ficará interrompido — apenas no sentido 308 Sul — nas comerciais da 405/406 Sul e 205/206 Sul. Na comercial da 107/108 Sul, a interdição será nos dois sentidos. De acordo com a programação, a intervenção começará às 17h15 e será encerrada, de forma gradual, até as 17h50.

Na noite desta segunda-feira (2), serão fechados também os seguintes estacionamentos: das comerciais da 406 Sul, incluindo metade das vagas do supermercado Pão de Açúcar, da 207 Sul, da 107 Sul e da 108 Sul. As vias alternativas nesse trajeto para a Igrejinha são as quadras comerciais na Asa Sul das 404/405, 408/409, 205/206, 209/210, 105/106 e 109/110.

Como a saída das residenciais da 108 e da 308 Sul estarão fechadas devido ao bloqueio na via da comercial, os moradores poderão sair para o Eixinho pelo gramado da 108 Sul. Policiais militares vão auxiliar os motoristas e permitir a passagem.

No Eixinho Leste, direção área central, haverá retenção da altura da 207 Sul até a 203 Sul, das 17h50 às 18h05. Também no trajeto que passa pela plataforma superior da Rodoviária do Plano Piloto e retorna próximo ao Teatro Nacional em direção ao Setor Comercial Sul será feito apenas controle do tráfego com retenção — isso está previsto das 18h05 às 18h30. São alternativas o Buraco do Tatu e as vias entre S1 e N1. Estacionamentos entre o Touring e a Praça Norte (Conjunto Nacional) serão fechados na noite desta segunda (2).

Setor Comercial Sul
Fluxo será invertido, por volta das 18h30 às 19h15, entre as Quadras 1 e 2 do Setor Comercial Sul, e desviado para a S2. Em seguida, entre as 18h55 e as 19h30, haverá retenção no Parque da Cidade da altura do parque Nicolândia até a saída para o Ministério Público do DF e Territórios. Estacionamentos que dão acesso a esse trecho serão temporariamente fechados no mesmo período.

Eixo Monumental
Estacionamentos entre os Memoriais JK e dos Povos Indígenas ficarão fechados desde a noite de hoje (2). Das 19h15 às 20h45, a via entre os dois monumentos será interditada. Para retorno, a opção mais próxima é a Praça do Cruzeiro ou, mais adiante, a Catedral Rainha da Paz.

Na Praça das Fontes, na Torre de TV, os estacionamentos norte e sul ficarão fechados desde as 22 horas da véspera. As alças de acesso da S1 ao viaduto da W3 e a da Rodoviária para a S1 ficarão interrompidas apenas durante a passagem da tocha, por alguns minutos.

Para evento da celebração da tocha no gramado central da Esplanada dos Ministérios, três faixas da esquerda da S1 na altura da Biblioteca Nacional de Brasília e duas da esquerda da N1 ficarão isoladas desde as 15 horas. A alça leste da rodoviária estará aberta apenas para ônibus e a via de ligação entre S1 e N1, logo atrás do palco, será interditada.

TRANSPORTE PÚBLICO

Metrô e linhas de ônibus terão reforço para o público que for à festa de encerramento do percurso da tocha na cidade. A celebração ocorrerá das 16 às 23 horas, na Esplanada dos Ministérios.

O Transporte Urbano do Distrito Federal (DFTrans) informou que haverá acréscimo no “número de viagens nas linhas que se destinam à Rodoviária do Plano Piloto, de acordo com a demanda”. A Companhia do Metropolitano do DF (Metrô-DF) atuará com reforço operacional na terça-feira (3). De acordo com o órgão, o aumento no número de empregados e de trens em circulação vai depender da necessidade. O horário será normal: das 6 horas às 23h30.

Nos trechos em que haverá interdição, as linhas de ônibus usarão as vias alternativas:

– Interdição da Esplanada dos Ministérios, da Catedral à L4 Sul (das 8h45 às 11 horas): vão trafegar pelas Vias N2 e S2 (pista dos anexos).
– Interdição da pista do SIA entre os Trechos 1 e 2, sentido Taguatinga (das 13 horas às 14h15): usam a EPTG ou as pistas dos Trechos 3 e 4.
– Interdição da Avenida Central de Taguatinga Sul (das 13h45 às 14h20): passam pela Avenida das Palmeiras.
– Interdição na Avenida Comercial Sul de Taguatinga (das 14 horas às 14h55): o transporte coletivo usará a Samdu e o Pistão Sul.
– Interdição na Avenida Samdu Sul (das 14h35 às 15h30): desvio das linhas para o Pistão Sul.
– Interdição da Avenida Central do Riacho Fundo I (das 15h45 às 16h20): os ônibus deverão seguir pelas QOF (Conjuntos 1 e 2), QN 9 (Conjuntos 1 e 5) e QS 4 (Conjuntos 1 e 7). Já os que passam pelo trajeto do centro olímpico terão de seguir pelas Vias AC 3, CLN 5 e Avenida Central, no sentido Estrada Parque Núcleo Bandeirante (EPNB).
– Interdição da L2 Sul sentido Rodoviária (das 16h45 às 17h20): usar a L4.

Após a liberação, voltarão a fazer o itinerário tradicional.

SEGURANÇA

De acordo com informações da Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social, o esquema durante o revezamento da tocha e a festa de celebração envolverá 3,5 mil servidores das forças de segurança, entre policiais civis e militares e agentes do Corpo de Bombeiros Militar do DF e do Departamento de Trânsito do Distrito Federal. A operação é planejada desde agosto, com a participação de 42 órgãos públicos locais e federais, além de instituições parceiras.

Todo o trajeto da chama olímpica será acompanhado do Centro Integrado de Comando e Controle, na Subsecretaria de Integração de Operações de Segurança, e haverá câmeras espalhadas pelos principais pontos do caminho. O encerramento do esquema está previsto para quarta-feira (4), por volta das 9h15, quando o governo de Brasília entrega ao de Goiás a responsabilidade pela guarda da tocha.

SAÚDE

A Secretaria de Saúde atuará com o apoio do Samu no percurso da tocha. Ambulâncias do Samu estarão disponíveis nos seguintes locais: Praça dos Três Poderes, Pontão do Lago Sul, Mané Garrincha, Complexo Aquático Cláudio Coutinho, Água Mineral, Praça do Relógio, Montaria da PM em Taguatinga, Centro Olímpico do Riacho Fundo I, Igrejinha da Asa Sul, Memorial dos Povos Indígenas, Praça das Fontes e Museu Nacional.

São referências, em caso de necessidade, os Hospitais de Base e os Regionais da Asa Norte e de Taguatinga. As equipes serão reforçadas.

PONTOS TURÍSTICOS

Na maioria dos pontos turísticos por onde a tocha passará em Brasília, não haverá alterações.

Água Mineral
O público terá acesso mediante pagamento de ingresso, como usual. O bilhete custa R$ 12, e menores de 12 anos e maiores de 60 não pagam. A entrada será normal, das 8 às 11 horas, e no limite de capacidade. A partir desse horário até as 14 horas, novas entradas não serão permitidas. Depois das 14 horas, o acesso é normalizado novamente. O horário de funcionamento do parque é das 8 às 16 horas.

Catedral
As visitas na Catedral Metropolitana Nossa Senhora Aparecida, que nas terças-feiras começam às 10h30, poderão sofrer atrasos. Elas serão apenas temporariamente suspensas durante o período de revezamento da tocha na Esplanada dos Ministérios. Tão logo o espaço seja liberado, voltará a ser aberta ao público.

Centro Cultural Três Poderes
Funcionará normalmente, das 9 às 18 horas.

Complexo Cultural da República
A Biblioteca Nacional e o Museu Nacional de Brasília vão abrir normalmente. Em dia de semana, a biblioteca funciona das 8 horas às 19h45. Já o museu abre das 9 horas às 18h30.

Congresso Nacional
As visitas à Câmara dos Deputados e ao Senado Federal estão suspensas, por decisão das casas legislativas, até 17 de maio. Segundo a Secretaria de Polícia Legislativa do Senado, a medida é para garantir a segurança durante as discussões e votações da admissibilidade do pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha
As visitas ocorrem sempre aos sábados, em três horários — às 9, às 10 e às 11 horas — e não sofrerão alterações.

Igrejinha
A Igreja Nossa Senhora de Fátima, na 308 Sul, ficará aberta. Em 3 de maio, inclusive durante a passagem da tocha, o local estará em festa para celebrar a santa que dá nome ao templo.

Memorial JK
Visitas normais, das 9 às 18 horas.

Memorial dos Povos Indígenas
Estará fechado para visitas.

Palácios do Itamaraty e do Planalto
No Itamaraty, as visitas estão suspensas desde março, por período indeterminado. No Planalto, elas ocorrem apenas aos domingos.

Pontão do Lago Sul
Funcionará normalmente, das 7 horas à 1 hora do dia seguinte.

Torre de TV
A visitação ao mirante terá horário estendido. Em vez de fechar às 19 horas, ficará aberto até as 22h30 — com última subida às 22h15 — para que os visitantes possam ter vista privilegiada da passagem da tocha pelo local. O mezanino (das 9 às 19 horas) e a feira de artesanato (das 9 às 17 horas) funcionarão no horário normal das terças-feiras.

Leia também:

Organizadores fazem teste do percurso da tocha olímpica em Brasília

Fonte: Agencia Brasília

Pioneiro de Brasília, Danubio Martins comemora seus 59 anos de Núcleo Bandeirante

 

festa danubio

Neste sábado (30)  no Brasileirinho do Núcleo Bandeirante, o amigo e pioneiro de Brasília Danúbio Martins, fez questão de comemorar seus 59 anos de Núcleo Bandeirante. Com honras e com presenças da família, amigos de infância e importantes figuras da política do DF  Dr. Eri Varela, Marcão da Rodoviária, Milton Feliciano, Bill Botani, Senador Pedro Paulo e outros,   Danúbio comemorou com a Banda Matuskela, ao som do Flash Back  dos anos 60 e com parceria dos grupos do WhatsApp, quem não estava presente também curtiu a comemoração da data tão especial, desse guerreiro incansável que luta pela Cidade do Núcleo Bandeirante desde seu inicio.

 

O Blog da Cris e Luzia deseja ao amigo Danúbio e aos que chegaram à Cidade Mãe do DF, muitos momentos como esse, para comemoração de boas memorias e grandes amizades, porque amigo é coisa para se guardar debaixo de sete chaves.

 

Cris Oliveira 

Deputado Juarezão tenta processar enfermeira que fez críticas a seu mandato e pede indenização no valor de 88 mil reais.

juarezao 1

Deputado Juarezão tenta processar enfermeira que fez críticas a seu mandato e pede indenização no valor de 88 mil reais.

Com uma impopularidade em alta entre as redes sociais, principalmente na cidade onde mora, o deputado tenta de forma desesperada silenciar as mídias alternativas que são contrarias ao seu mandato.

   De acordo com informações ele teria entrado com processo contra uma enfermeira que fez críticas ao seu mandato e usou fotos com sua imagem como parte ilustrativa da matéria.

Com isso alega uso indevido de imagem e danos morais, onde além de processa-la solicita uma quantia no valor de 88 mil reais como indenização.

A enfermeira é uma das editoras do site Brazrural, um portal comunitário que tem como endereço a cidade do parlamentar, suas edições têm como objetivo divulgar as notícias da cidade e regiões, onde os temas são diversos, incluindo a culinária rural, cultura e também a política local.

Nascida e criada em Brazlândia Maria Bia é enfermeira, tem 38 anos, é casada, tem três filhos e além da enfermagem sua grande paixão é o jornalismo, onde se dedica como blogueira nas horas vagas.

Segundo informações essa não é a primeira vez que o parlamentar tenta intimidar um protagonista de notícias que envolvam seu nome, em outras ocasiões, pelos mesmos motivos teria entrado na justiça contra três blogueiros do DF, sendo dois de Brazlândia.

 Também entrou na justiça contra uma cidadã moradora de Brazlândia que teria postado uma história em sua página de face book envolvendo o nome do parlamentar.

Em todas as batalhas judiciais ele foi derrotado, inclusive sendo condenado a pagar as custas processuais do caso.

Mas parece que o parlamentar ainda não entendeu que ocupa um cargo onde automaticamente torna-se uma pessoa pública, sendo assim não mais permanecendo o direito de anonimato sobre sua imagem.

O mais lamentável em tudo isso é que diante de tantos escanda-los envolvendo seu nome, como nepotismo, fatia do bolo e até citações em relação a doações de campanha. Ele ainda insiste em amordaçar os meios de comunicação que tenta trabalhar pela informação e direito da população em ter conhecimento dos fatos.

Subcomissão de Fiscalização dos Jogos Olímpicos aprova plano de trabalho

Deputado Chico Leite destaca importância da transparência dos gastos do GDF com os jogos olímpicos e paralímpicos a serem realizados em Brasília este ano
chico leite.jpg
A Subcomissão de Fiscalização dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Brasília realizou, nesta quinta-feira, sua primeira reunião sob o comando do presidente, deputado Chico Leite. Foi aprovado o Plano de Trabalho do colegiado, que tem o objetivo de fiscalizar e dar transparência aos gastos do governo do DF com os jogos olímpicos e paralímpicos a serem realizados em Brasília este ano.

Chico Leite defendeu que a realização dos eventos olímpicos e paralímpicos de 2016 é importante para o Distrito Federal, levando em consideração a geração de emprego e renda e o potencial legado, mas que é necessária uma fiscalização criteriosa dos investimentos públicos a fim de que os erros cometidos nos Jogos Pan-Americanos de 2007 e na Copa do Mundo de 2014 não sejam repetidos agora. “Sou um fiscal do povo e não vou medir esforços para que haja lisura e transparência no uso dos recursos”, destacou.

Entre os pontos do Plano de Trabalho aprovados hoje, estão a realização de audiências públicas com a participação da sociedade civil, das autoridades e gestores públicos, com a finalidade de apresentarem seus planos de trabalhos a serem desenvolvidos durante a realização dos jogos.

A Subcomissão também vai identificar, acompanhar e quantificar a aplicação dos recursos do Distrito Federal, para a realização dos jogos olímpicos e paralímpicos. “Outra ação é acompanhar e fiscalizar, com o auxílio do Tribunal de Contas (TCDF), a execução dos serviços de segurança, saúde e serviços médicos, coleta de lixo e demais serviços de sua competência, de acordo com o art.8º da Lei 5.556/2015”, destaca o deputado Chico Leite.

O grupo também vai acompanhar a execução orçamentária desses serviços, identificando com o princípio da economicidade art. 70 da Constituição Federal, e com o auxílio do Tribunal de Contas, os gastos com as obras de mobilidade urbana;

Também ficou decidido oficiar o TCDF, para que informe eventuais realizações de auditorias ou tomada de contas, bem como o encaminhamento de cópias dos documentos necessários; identificar a responsabilidade e a atribuição da Autoridade Pública olímpica; sistematizar as normas legais e atos que envolverem a realização dos jogos olímpicos e paralímpicos, dentre outros que serão necessários no decorrer do processo de fiscalização.

A Subcomissão vai, ainda, acompanhar e fiscalizar com o auxílio do TCDF a publicação de documentos técnicos, como os editais de licitação, os contratos e dados de empenhos e pagamentos que forem realizados pelo Governo do Distrito Federal, além de acompanhar e analisar as responsabilidades do comitê organizador.

As visitas e interação com as autoridades públicas serão comunicadas com antecedência ao presidente da Comissão de Fiscalização, Governança, Transparência e Controle, e serão realizadas preferencialmente nos dias em que não houver sessão deliberativa. “Para alcançar os objetivos, a subcomissão se reunirá quinzenalmente, para deliberar sobre as atividades a serem desempenhadas na próxima quinzena”, explica Chico Leite.

Os prazos e serviços podem sofrer alterações de acordo com as necessidades da Subcomissão de Fiscalização.

Gabinete do deputado Chico Leite

RA XVI: Jardim Botânico e Mangueiral serão vistos de perto

RaXVI

( Foto: Administrador Alessandro Paiva, o chefe de gabinete do Jardim Botânico Normando e representantes da  Associação Comercial)

Logo depois de tomar posse, o Administrador do Lago Sul, Alessandro Paiva, se reuniu com entidades e movimentos do Jardim Botânico, Mangueiral e também do Lago Sul para construir as diretrizes de um novo momento para estas cidades. Todas as demandas estão sendo analisadas e encaminhadas para que os problemas possam ser resolvidos com agilidade pelo Administrador.

 

Alessandro Paiva pretende conhecer todos os seguimentos  das cidades e ouvi-los para definir as prioridades e dar resposta ao povo, que espera por uma melhor qualidade de vida na região.

 

 

Cris Oliveira

 

A barganha anda solta para a reeleição de Celina Leão

Celina Transparencia

Parece até filme do  007 a reeleição da Presidente da CLDF Celina Leão  (PPS). E a barganha para abocanhar voto pela  chance da permanência da Leoa na casa está trazendo desconforto para alguns poucos deputados que não querem se envolver diretamente.

Segundo fontes, houve até uma ajudinha camarada para pagar a saída de um deputado do partido, e deixar o caminho livre para ele se filiar a outro partido. A vida pública no Brasil é muito cara, tudo feito com o trâmite e a esperteza de um ex-servidor braço direito da Leoa, que por motivos judiciais teve que ser afastado do cargo, a “pedido”, claro.

.

A conta da mudança da emenda da reeleição foi bem costurada, a fatura foi paga vamos ver como ficara a situação na casa do Povo banco de negociatas.

Só tem voto se  fatiar o “bolo”! Vida “dura”.

 

Cris Oliveira

 

Governo Rollemberg não tem identidade nem Foto

rollemberg quadro

É  natural que, assim que tome posse, o Governador coloque sua foto nas paredes dos gabinetes das administrações regionais. Mas no Governo de Brasília a coisa realmente está solta. Foto do Governador Rollemberg (PSB) nas Administrações Regionais é coisa rara. Quem gosta muito dessa situação são os Deputados Distritais, que não fazem a mínima questão de que seus apadrinhados lembrem-se de que o Governador é o Rollemberg, e dão o ar de que nas Administrações quem manda e comanda são os deputados, e esses não devem nada ao governo. Uma via de mão única a união da base aliada com o Governo de Brasília. No escondidinho o clima é outro.

 

Cris Oliveira

Executivo protocola projeto de lei para prorrogar Simples Candango


 

Se a medida for aprovada, feirantes e ambulantes continuarão optando entre os regimes tributários local e nacional

(Brasília/DF, 27/04/2016) – O Poder Executivo protocolou na Câmara Legislativa, na tarde desta terça-feira (26), projeto de lei que estende a validade do Simples Candango — o regime tributário simplificado do Distrito Federal — até 31 de dezembro de 2017. O texto altera a Lei nº 4.595, de 14 de julho de 2011, que prevê a extinção do programa em 1º de maio deste ano.

Se o projeto for aprovado, os 2,7 mil feirantes e ambulantes que ainda fazem parte do Simples Candango poderão escolher entre os regimes tributários local e nacional até o fim do próximo ano. Com a prorrogação, o programa seguirá as regras da Lei nº 2.510, de 29 de dezembro de 1999.

O prazo do Simples Candango foi ampliado quatro vezes desde 2011 — a última, em março do ano passado. “Esse é um pleito dos próprios feirantes, que consideram o regime mais interessante para o negócio deles”, explica o chefe da Casa Civil, Sérgio Sampaio. “Diante do cenário econômico do País, é preciso buscar medidas que viabilizem a atividade desses pequenos, mas importantes empreendedores do DF”, completa.

Enquadram-se no Simples Candango feirantes e ambulantes com faturamento anual de até R$ 120 mil. Com o cadastro no sistema, os comerciantes ficam regularizados na Secretaria de Fazenda e garantem condições simplificadas para o pagamento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS).

Regime nacional

A alternativa para quem não fizer parte do Simples Candango é se regularizar como microempreendedor individual (MEI). Para isso, é preciso acessar o Portal do Empreendedor e preencher o requerimento do Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ), emitido on-line. Os principais requisitos são faturar até R$ 60 mil por ano, ter no máximo um empregado e não ser titular ou sócio de empresa. As compras são limitadas a 80% do faturamento permitido, o equivalente a R$ 48 mil. Paga-se o valor fixo de R$ 45,40 por mês.

 
Fonte: Agência Brasília