CONVITE

festa julina

Vai “tê” muita festança na nossa Tradicional Festa Julina Social do Guará !

Nesse embalo “ocê” “num” pode “fartá”! Dias: 03, 04, 05, 10,11 e 12 de Julho de 2015. Local: QE 15/26 ao lado da 4ª DPC e CRAS do Guará II

Horário: 18h

 

Leda Borges nas garras da justiça. Bens da deputada do PSDB são bloqueados

leda bor

Lêda Borges teve seus bens bloqueados por irregularidades quando era prefeita de Valparaíso de Goiás

A deputada licenciada e supersecretária, braço direito do Governador Marconi Perilo (PSDB), de Goiás, teve seus bens bloqueados pela justiça, como garantia de devolução aos cofres públicos de danos causados ao município quando era prefeita de Valparaíso de Goiás. Lêda é alvo de dezenas de investigações e processos judiciais, mas mesmo assim conseguiu se eleger deputada estadual e apadrinha a candidatura de seu partido à prefeitura de Valparaíso.

Abaixo a reportagem do Diário da Manhã, sobre a decisão da justiça, de impedir que Lêda se desfaça de seus bens, para evitar a reparação de prejuízos aos cofres públicos:

Lêda Borges é suspeita de assinar aditivos ilegais quando exercia chefia do Poder Executivo de Valparaíso

Acolhendo recurso interposto pelo Ministério Público de Goiás, o desembargador Fausto Moreira Diniz reformou decisão de primeiro grau e determinou o bloqueio de bens da ex-prefeita de Valparaíso de Goiás Lêda Borges, e da Viação Anapolina Ltda. O pedido do bloqueio de bens foi feito em ação de improbidade administrativa proposta pelo promotor de Justiça Daniel Naiff da Fonseca.

Na decisão, o desembargador afirmou ser desagradável a situação de quem está na mira da Justiça, mas esta é uma consequência que não pode ser afastada, pois serve de garantia ao pedido do Ministério Público, sem que se impeça o uso, gozo e fruição dos imóveis. A decisão levou em conta ainda parecer formulado pela procuradora de Justiça Yara Alves Ferreira e Silva, que sustentou ser possível que uma condenação tardia inviabilize o ressarcimento do prejuízo ao erário, tornando inócua a sentença. A ação também teve parecer da promotora Nélida Rocha da Costa Barbosa, em substituição na 37ª Procuradoria de Justiça.

TERMO ADITIVO

Na ação, o Ministério Público de Goiás sustentou que a então prefeita do município e atual secretária estadual da Mulher, Desenvolvimento Racial, Igualdade Racial, Direitos Humanos e Trabalho firmou um termo aditivo ao um contrato com a empresa Viação Anapolina, tendo como objeto o fornecimento de vale-transporte aos servidores municipais. Contudo, o contrato apresentava diversas irregularidades, entre elas a ausência de justificativa para a prorrogação contratual; o impedimento da empresa contratada, por estar em débito com a seguridade social, fato que a impedia de firmar contrato com o poder público; falta de publicação do extrato aditivo na imprensa oficial e por não ter sido apresentada planilha com valores individuais e totais, não justificando o aumento do valor do contrato original de R$ 1.459.000,00 para R$ 1.480.000,00.

A reportagem tentou contato com secretária, para conhecer sua versão, mas até o fechamento da edição não obteve retorno.

Fonte:Tribuna da Ride

Câmara aprova redução da maioridade penal

maior idade penal

Vinte e quatro horas depois de ver rejeitada a redução da maioridade penal para crimes hediondos e graves, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), conseguiu aprovar há pouco uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) mais branda costurada por ele com seus aliados.

Após uma manobra apelidada pelos deputados governistas de “pedalada regimental” e mais de cinco horas de discussão sem manifestantes, mas com direito a dedos em riste e medidas procrastinatórias por parte dos partidos da base do governo, os parlamentares aprovaram por 323 votos a favor, 155 contra, duas abstenções e quatro obstruções a proposta que determina que jovens com mais de 16 e menos de 18 anos sejam punidos como adultos quando praticarem crimes hediondos, homicídio doloso (com intenção de matar) e lesão corporal seguida de morte.

O texto também determina que os criminosos desta faixa etária cumprirão pena em unidades específicas que devem ser construídas por União e Estados. Cunha articulou a solução com seus aliados ainda na madrugada de ontem. Líderes do PSD, do PHS e do PSC apresentaram a emenda que excluía dos crimes passíveis de redução da maioridade tráfico, roubo com causa de aumento de pena, terrorismo e lesão corporal grave, como previa o texto rejeitado ontem por ter atingido apenas 303 votos. Por se tratar de uma PEC, eram necessários 308 votos.

Deputados governistas acusaram Cunha de golpe e disseram que irão recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF). “Não imagine que com atitude ditatorial vai intimidar quem quer que seja. Com atitude ditatorial o senhor não vai fazer com que seus interesses prevaleçam. O Parlamento brasileiro não é a casa de vossa excelência”, esbravejou o deputado Glauber Braga (PSB-RJ).

Cunha reagiu: “Não se dê o direito de desrespeitar o presidente da Casa”, afirmou. “Quem não concorda com a decisão, recorra à CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) ou ao STF”.

Para os governistas, Cunha armou um “golpe regimental” por não ter se conformado com a derrota da medida que defende. Os deputados argumentam que esta emenda aglutinativa não tem fundamentação em propostas apresentadas durante o período de discussão da sessão de ontem e, portanto, não poderia ser votada.

“Ele não aceita derrota. Esta aglutinativa não tem suporte de conteúdo”, afirmou a líder do PC do B, Jandira Feghali (RJ). “Vamos lutar para evitar um golpe regimental”, disse a deputada antes da votação.

O deputado Weverton Rocha (PDT-MA) disse que Cunha praticava uma “pedalada regimental”, em alusão às pedaladas fiscais. Já o deputado Chico Alencar (Psol-RJ) disse que o presidente da Casa estava cometendo um estupro do regimento. “Há uma violência na interpretação da matéria”.

Aliados de Cunha negaram manobra e dizem que a aglutinativa é regimental, pois baseia-se em elementos do texto original, ainda não votado. “PECs não votadas podem ter partes de seu texto aglutinadas em um texto de consenso. Não é manobra. É um caminho legítimo”, afirmou o líder do DEM, Mendonça Filho (PE).

Senado

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), anunciou ontem que criará uma comissão especial para discutir a questão. A avaliação dos senadores foi de que não faz sentido aprovar alterações no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) sem que a Câmara termine a discussão sobre alterações na Constituição.

“Vou conversar com os líderes. Vamos criar uma comissão, para que nós possamos apreciar, num esforço só, todas as matérias relativas à redução da maioridade penal e as alterações no ECA”, afirmou Renan.

Fonte: Estadao Conteudo

É BRINCADEIRA! ROLLEMBERG gasta com combustível mais que seus antecessores

chico leite

Quando assumiu o governo em 1º de janeiro o governador Rollemberg jurou, de pés juntos, que iria fazer um governo transparente. Cortaria os gastos com servidores, diminuiria a frota de veículos e dos alugueis. Para a população, Rollemberg pediu o apoio para tirar Brasília do atoleiro e enfiou sem dó e sem piedade a mão no bolso do contribuinte com a taxação de altos impostos.

Seis meses depois disso, não há transparência no governo, trocou seis por meia dúzia nos cargos da maquina pública e gastou um absurdo com combustível o que daria para fazer 500 voltas em torno da terra.

Esse foi o análise feito pelo deputado Chico Leite durante a última sessão plenária para o recesso da Câmara Legislativa ao sustentar que o governo Rollemberg chegará ao final do ano com um gasto de combustível superior ao dobro do que poderia gastar com os veículos de representação.

Na soma de tudo, incluindo valores com aluguel de carros e manutenção dos veículos oficiais, o valor salta para mais de 27 milhões de reais. Uma farra descomunal que supera, segundo o petista, governos anteriores se comparado com o que foi gasto no mesmo setor .

“É muito dinheiro para quem anda apregoando que cortou despesas”, disse Chico Leite ao se basear pelas informações que tem acesso do Sistema Integrado de Gestão Governamental. Os gastos com a frota de veículos oficiais para atender a servidores públicos, praticamente já dobraram no atual exercício.

Em 2010 o governo local teve um gasto de 24 milhões 900 mil reais com os veículos de representação. Em 2011 o valor caiu para R$ 22,3 milhões. Em 2012 subiu para R$ 25,5 milhões e em 2013 chegou a R$ 27,1 milhões. Já em 2014 o custo com os automóveis teve ligeira queda, totalizando R$ 26,3 milhões.

Chico leite apontou que o Governo Rollemberg deveria cortar gastos não essenciais e cumprir a transparência ao invés de penalizar a população, prejudicar a recuperação da economia e vender patrimônio público a exemplo do projeto de privatização em que o governador queria vender ações de estatais, como Caesb, CEB e BRB, o qual foi obrigado a retirar de pauta da Câmara Legislativa para não ser derrotado.

Da Redação Radar

Dilma tem maior queda de popularidade no Nordeste, diz pesquisa Ibope

fotos8
Por Leandro Prazeres

A queda mais forte da popularidade da presidente Dilma Rousseff (PT) de acordo com a pesquisa Ibope encomendada pela CNI (Confederação Nacional da Indústria) divulgada nesta quarta-feira (1º) aconteceu na região Nordeste, onde a petista tradicionalmente tinha seus melhores índices de aprovação. Entre março e junho deste ano, o número de entrevistados nordestinos que avaliavam o governo Dilma como “ótimo ou bom” caiu de 18% para 13%. A região Sudeste é onde a presidente tem a pior avaliação, de acordo com a pesquisa, que tem margem de erro de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

O Nordeste também apresentou tendência de alta no percentual dos entrevistados que avaliam o governo Dilma como “ruim ou péssimo”. Em março de 2015, esse índice era de 55%. Em junho, o percentual chegou a 63%.

Na região Sudeste, apenas 8% dos entrevistados em junho classificavam o governo Dilma como “ótimo ou bom”. Em março, esse índice era de 11%. O percentual dos que avaliavam o governo como “regular” saiu de 22% para 18% entre março e junho. No mesmo período, o índice dos que avaliavam o governo Dilma como “ruim ou péssimo” no Sudeste foi de 68% para 74% no mesmo período.

A região Sul, que antes da pesquisa divulgada nesta quarta-feira, era a região onde Dilma amargava os piores índices de popularidade, foi a única em que aprovação à presidente apresentou tendência de alta. Em março deste ano, apenas 8% dos entrevistados classificavam o governo Dilma como “ótimo ou bom”. Em junho, este índice subiu para 10%. Os que avaliavam o governo como “regular”, saíram de 22% para 24%, e os que avaliavam o governo como “ruim ou péssimo” saíram de 71% para 67%.

Renda

O apoio à presidente Dilma entre os eleitores com menor renda também registrou uma tendência de queda. Em março de 2015, 17% dos entrevistados com renda de até um salário mínimo consideravam o governo “ótimo ou bom”. Em junho deste ano, esse índice é de 15%. Já os entrevistados com renda até um salário mínimo que consideram o governo Dilma “ruim ou péssimo” saiu de 60% em março, para 70% em junho.

Segundo o gerente de pesquisa da CNI, Renato da Fonseca, a popularidade da presidente Dilma e de seu governo estão sofrendo os efeitos do quadro político e econômico.

“A gente percebe, até pelas notícias, que você tem dois fatores negativos: o lado econômico, com aumento do desemprego, inflação ainda muito alta, o ajuste fiscal acirrando essa questão, pois a correção passa exatamente pela correção da demanda, e o lado politico com toda a questão da corrupção, toda a questão da disputa no congresso”, disse.

Fonte: UOL Notícias\ Blog Politica Distrital

Redução apenas para crimes contra a vida

rogerio-rosso-18-06-2015-02

O deputado federal Rogério Rosso (PSD) não deu por acabada a pauta da redução da maior idade penal na Câmara dos Deputados.  Rosso irá apresentar uma emenda aglutinativa que altera a redação do artigo 228 da CF onde constará que o menor, em casos de crimes cometidos com violência, hediondos, homicídio doloso, lesão corporal,  cumprirá pena separado dos maiores de 18 anos em estabelecimentos criados pela União,  Estados e Distrito Federal como Centros de Ressocialização Juvenil, onde a curatela do menor é de responsabilidade do Estado. O serviço do local será privatizado, como consta no PL 1958/2015 de autoria também do líder da bancada do PSD na casa, Rogério Rosso.

Assim teríamos os menores punidos em regime fechado, mas com uma ressocialização ativa, o que garantirá um futuro melhor aos infratores que cumprirão suas penas saindo ressocializados.  O problema de recolher menores com maiores no sistema prisional que temos no Brasil  é a falta de garantia de que os mesmos sairão melhores após o cumprimento dà pena no futuro.


Cris Oliveira

DE TRANSPARENTE, O GOVERNO ROLLEMBERG NÃO TEM NADA!

1-DEP WELLLINGTON

O deputado disse que a Terracap decidiu criar um inusitado instituto, diferente e suspeito, denominado distrato com cláusula de confidencialidade “que Funciona mais ou menos assim: Eu sou um diretor da Terracap e você é meu protegido que comprou um terreno. Eu aceito o desfazimento do negócio como você propõe, devolvo o seu dinheiro e você devolve o terreno, assinamos um documento confidencial para que ninguém saiba do nosso acordo secreto e continuamos enrolando todos os outros que tem o mesmo direito que você. Simples assim,” detalhou o distrital.

Wellington Luiz apontou que tal esquema tem elevando a taxa de inadimplência da Terracap para 55% o que representa cerca de R$ 650 milhões e que a atual gestão é conveniente com tal situação.

O deputado denunciou que os diretores pretendem contratar um seguro pessoal que se responsabilize pelo pagamento dos advogados da empresa, multas e ressarcimentos decorrentes de eventuais processos judiciais que venham responder por atos cometidos na Terracap. “Tudo isso pago com recurso da empresa pública”.

Outra aberração apontada pelo parlamentar decorre pelo pagamento de gordos jetons a cada reunião mensal aos conselheiros da Terracap. Segundo Wellington Luiz, a empresa banca ainda passagens e hospedagens já que muitos deles não moram em Brasília.

O deputado que é membro da Comissão de Assuntos Fundiários – CAF, defendeu que a Câmara Legislativa deve tomar medidas imediatas para por fim o que ele classificou de “desmandos”e reafirmou a sua disposição de ingressar com uma representação junto ao Ministério Público do Distrito Federal e no Tribunal de Contas requerendo que seja apuradas as eventuais ilegalidades na Terracap.

Da Redação Radar

Distritais derrubam veto à lei de Celina Leão, que autoriza a comercialização de veículos apreendidos

deputada-celina-lec3a3o1 

A Câmara Legislativa derrubou, na tarde desta terça-feira  (30), o veto ao Projeto de Lei nº 416/2011, de autoria da deputada Celina Leão (PDT), que autoriza a comercialização dos veículos que se encontram apreendidos no pátio do Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran/DF). O governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg tem 48 para sancionar a lei.

“Muitos veículos ficam apreendidos no depósito do Detran por um longo tempo, quando seus proprietários não dispõem de condições financeiras para retirá-los, esses carros acabam se deteriorando e perdendo seu real valor, o acesso do proprietário ao veículo com possíveis compradores é mais uma alternativa de liberação do veículo  e valorização do patrimônio dos cidadãos”, argumenta a deputada.

A lei Assegura ao proprietário ou procurador legal constituído, o  acesso ao depósito do Detran, com até três eventuais compradores, onde poderá abrir o veículo, entrar nele e ligá-lo, em dias e horários estabelecidos pelo Detran, uma vez  a cada  15 dias.

Casamento no Goiás reuniu figuras amigas da política do DF

 claudinha
Reunidos em grande estilo, um grupo de amigos acostumados a fazer política se incumbiu de uma missão diferente: promover um casamento! O grupo está junto desde 1991 atuando em todas as campanhas políticas do DF com sucesso e se reuniu no fim de semana passado na pequena cidade de São Domingos (GO) para avalizar a união de Cláudia Silene Brandenburger e Romildo Oliveira Chaves. Um amor antigo que só agora teve seu desfecho com final feliz!
O encontro foi festejado com pompa e circunstância e contou com todas as autoridades da região. O evento foi importante para celebrar a união do grupo atuante da política do DF. Saíram de lá mais unidos do que nunca e aproveitaram as juras de amor trocadas pelos noivos para também trocar as suas promessas de fidelidade. Juntos prometem dar trabalho aos pretensos candidatos ao Governo do DF em 2018 e já se preparam para botar em prática suas estratégias logo em 2016, pois vão entrar com tudo nas eleições municipais do entorno. Não foi só Claudia e Romildo que se casaram, houve também renovação de votos do grupo em questão!Noiva com véuBeijoClaudinhaCasal com coração:
Enfim;
O sonho realizado;
O amor reencontrado;
O querer sacramentado;
O amigo mais querido é agora o bem amado;
O veleiro já não mais segue solitário ao léu;
Encontrou um porto seguro onde ancorar;
Já não há lágrimas para chorar;
Nem saudades…
Nem solidão…
Nem mesmo desilusão;
Tens agora uma mão para te amparar;
Um ombro onde se apoiar;
Um alguém para te guiar!
Enfim;
O amor venceu;
O laço agora é perpétuo;
A certeza é companheira;
A felicidade é contínua!
E nós suas MadrinhasSapato de salto alto, que presente daríamos capaz de demonstrar nossa felicidade por fazer parte deste momento mágico?
Apenas Coração com flechaDESEJOS…Coração crescendo
De amor eternoCoração brilhando,
de cumplicidade a doisCarta de amor, de paz constanteCorações em círculo,
de felicidade sem fim Dois corações
e de paixão ardentePegadasMarca de beijo!

Governo Rollemberg tem cara de velho

tadeu filippelli

Quem não poupou palavras para descrever a inércia e a inoperância do governo Rollemberg foi o Presidente do PMDB, Tadeu Filippelli.

Na inserção do partido, o ex vice-governador lembrou que o atual governo justifica todos os problemas de gestão culpando o governo passado, mas que agora, após 6 meses de mandato, essa desculpa não cola mais. Filippelli disse que o novo governo tem cara de velho, e se perdeu na articulação política mostrando fragilidade.

Será que o governo está com cara de velho porque só tem nomeados dos governos passados? Uma coisa é certa: o povo anda comentando, que em má gestão, o governo Rollemberg é pior que Agnelo.

Cris Oliveira

CLDF não tem moral para cobrar transparência

helio doyle

Segundo o jornalista Hélio Doyle, a CLDF não tem moral para cobrar transparência do Executivo. No Twiter, rede que o ex-chefe da casa civil de Rollemberg usa para se expressar e bombardear principalmente os deputados, Hélio postou que a Câmara quer esconder documentos para evitar que cheguem ao conhecimento da população.

Tudo indica que o ataque é pela falta de transparência nos salários pagos aos cargos comissionados, e também nos contratos de publicidade que, segundo fontes, estariam beneficiando alguns ex-deputados e familiares de outros. Transparência é o temor dos corruptos. Nepotismo na casa do povo virou uma prática natural.

Cris Oliveira

Rollemberg ignora e população paga por falta de gestão na Saúde

fotos108

Uma das metas da Secretaria de Estado de Saúde do DF (SES-DF) é a reativação de cerca de 70 leitos de Unidades de Pronto Atendimento (UTIs) nas unidades de Saúde do DF. No entanto, por falta de planejamento, 10 unidades, foram fechadas no Hospital de Base do DF (HBDF).

A notícia foi transmitida pela Rádio CBN Brasília na noite de segunda-feira (29/Jun). De acordo com a matéria a SES-DF informou que o fechamento dos leitos de UTIs no HBDF foi ocasionado por causa do fim do contrato temporário de profissionais de saúde que terminam nesta terça-feira (3/Jun).

No entanto o presidente do Sindicato dos Médicos do DF (SindMédico), Guttemberg Fialho, foi enfático que o fechamento dos leitos refletem a falta de planejamento por parte da SES-DF. Isso porque a Secretaria está em fase de nomeação de cerca de 500 servidores, o que deve acontecer nos próximos 30 dias.

Fialho argumentou que se a SES-DF tinha conhecimento do término de contratos temporários, que o Secretário de Saúde, deveria ter antecipado as nomeações dos 500 servidores que ocuparão vagas em vacância.

As vagas em vacância foram anunciadas pelo secretário de Saúde, João Batista, ainda em Março, mas somente em Maio o GDF convocou 205 profissionais e nas últimas semanas mais 500 para serem nomeados na SES-DF.

Sousa tenta obter autorização junto ao Ministério Público do Trabalho, para prorrogar por mais três meses os contratos temporários de modo a tentar evitar o fechamento dos leitos de UTI no HBDF por mais de 30 dias.

Fonte: Blog Politica Distrital

Rosso apresenta projeto de lei para apressar a emissão de alvarás no Brasil

Se aprovado o texto protocolado nessa segunda (29), as administrações municipais e estaduais, destaca o deputado federal, deverão agilizar também a expedição de alvarás pendentes

rosso projeto de lei

Apressar a emissão de alvarás e licenças em todo o Brasil é o que pretende o deputado federal Rogério Rosso (PSD), com o projeto de lei que cria o programa Licença Brasil. “Quarenta e oito horas é o prazo que as prefeituras e governos de estados e do Distrito Federal terão para expedir alvarás. Se não fizer, tem que explicar o porquê”, resumiu Rosso, ao dizer que a proposta pretende desburocratizar a geração de empregos e o recolhimento de impostos no Brasil.

“O que mais atrasa o desenvolvimento do País é a burocracia”, sentencia ele, que já governou o DF e diz que, aqui, quando a proposta virar lei, os impactos serão muito positivos. “Imagina o tanto de emprego que não está sendo gerado e a quantidade de impostos que não está sendo recolhida”, citou.

Guerra à burocracia

Trata-se de um “marco legal”, ele disse, para dinamizar o setor produtivo. “Estamos perdendo a guerra para a burocracia”, argumentou .

Se aprovado o texto protocolado ontem, as administrações municipais e estaduais, destaca o deputado federal, deverão agilizar também a expedição de alvarás pendentes. “Além de atender às novas solicitações que chegarem”, lembrou.

O presidente da Federação do Comércio do DF (Fecomércio-DF), ex-senador Adelmir Santana, avalia a proposta como bastante positiva, “se for viável”.

Fonte: Da redação do Jornal de Brasília

Banco de Alimentos distribui nove toneladas de produtos nesta quinta-feiraoliti

Semanalmente, 43 mil pessoas em situação de vulnerabilidade social são beneficiadas

 bancoalimentos

(Brasília – 23/6/2015) – O Banco de Alimentos da Ceasa-DF distribuirá, nesta quinta-feira (25), 14 horas, nove toneladas de produtos para entidades sócio assistenciais. Serão 7,5 toneladas de produtos advindos de eventos do Ballet Bolshoi e da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Cláudio Santoro, promovidos pela Secretaria de Cultura, e mais 1,5 tonelada de frango através do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA).

 

Esses produtos atenderão 60 entidades, que juntas beneficiam mais de nove mil pessoas, mas público assistido pelo Banco de Alimentos da Ceasa é maior. Semanalmente são atendidas 166 entidades sócio assistenciais, como creches, lar de idosos e casas de recuperação, representando 43 mil beneficiários.

Segundo o presidente da Ceasa-DF, Renato de Lima, o Banco de Alimentos da Ceasa-DF é um instrumento eficaz no combate à fome no DF. “Hoje operamos em um sistema de cooperação entre diversos órgãos do governo de Brasília e do Federal. E assim, conseguimos ser modelo para Ceasas de todo o país”, ressaltou.

O Banco de Alimentos é administrado pela Ceasa-DF, com a Secretaria de Agricultura e a Emater-DF. Além de contar com a parceria e integração das demais secretarias do governo de Brasília e órgãos federais.

Entidades

Todas as entidades participantes devem atender a uma série de critérios, visando a transparência e a credibilidade das ações. Além da documentação, as institucionais não podem ter fins lucrativos e se sujeitam a monitoramento. Outro requisito é a manipulação do alimento na instituição, ou seja, não é permitido a distribuição de produtos in natura para os beneficiários, devendo ser processado e servidos como refeições.

Além dos servidores da Ceasa-DF, Emater-DF e da Secretaria de Agricultura, o espaço conta com o apoio dos reeducandos da Fundação Amparo ao Trabalhador Preso (Funap), através do programa Reintegra Cidadão.

Além da sede na Ceasa-DF, o Banco de Alimentos conta com três Unidades de Recebimento e Distribuição de Alimentos (Urdas), localizadas em Planaltina, Brazlândia e São Sebastião. O objetivo desses pontos é facilitar o acesso dos produtores e das entidades.

Programas

PAA Termo de Adesão – Funciona por meio de convênio entre o Governo Federal e o Governo de Brasília. O Ministério de Desenvolvimento Social repassa o recurso para a Secretaria de Agricultura, que compra dos produtores familiares assistidos pela Emater-DF. Os produtos são entregues no Banco de Alimentos da Ceasa-DF que faz o controle e a distribuição para as entidades.

PAA – Conab – A Conab adquire os produtos diretamente dos produtores e cooperativas, com recursos do Ministério do Desenvolvimento Social, e repassa para o Banco de Alimentos, que faz a distribuição para as entidades.

PDZ (Programa Desperdício Zero) – Neste caso, os produtores e empresários doam os produtos que não têm valor comercial, mas estão próprios para o consumo. Dentre esses, os que estiverem impróprias para o consumo são doadas para produtores que realizam a compostagem, transformando estes resíduos em adubo.

PDS (Programa de Doações Simultâneas) – Realizado em parceria com os demais órgãos governamentais, que arrecadam alimentos durante campanhas e eventos. Os produtos são repassados para o Banco de Alimentos, que confere a validade dos itens e promove a distribuição às entidades.

O Banco de Conta tem o controle de todos os produtos que entram e que são distribuídos e realiza, mensalmente, a prestação de contas para todos os programas operados no local. A quantidade recebida por cada entidade varia conforme a quantidade de beneficiários.

Banco de Alimentos

Quinta-feira (25/06)

14 horas

Ceasa-DF

Assessoria

Roda de Conversa no Itapuã

 

 roda gigante

O governador Rodrigo Rollemberg realiza, nesta quinta-feira (25), a Roda de Conversa no Itapoã. O encontro acontecerá às 19h30 na quadra 61, conjunto D, Setor Del Lago, ao lado do Restaurante Comunitário do Itapoã. A população poderá fazer perguntas diretamente ao governador. Os interessados devem se inscrever das 18h às 19h15 no Fale na Roda, no local do evento. Os inscritos serão sorteados por Rollemberg durante a Roda de Conversa.

O objetivo da Roda de Conversa é manter o diálogo direto com a população para elaboração de políticas públicas para a cidade e valorizar o cidadão como agente de transformação das práticas de governo, além de aproximar o Executivo da sociedade.

Serviço:

Roda de Conversa

Data: 25/6/2015

Horário: 19h30

Local: Quadra poliesportiva, quadra 61, conjunto D, Setor Del Lago, ao lado do

Restaurante Comunitário do Itapoã

Delmasso não se curva a Baal

delmassojun152

Ao decidir não votar projetos contra a população do DF, como por exemplo, o aumento de impostos e taxas, o deputado distrital Rodrigo Delmasso (PTN) não imaginava que o governo que ajudou a eleger se vingaria da pior forma possível: perseguir igreja.

Neste caso, a perseguição se dá contra a Igreja Sara Nossa Terra. Delmasso é pastor da denominação liderada pelo bispo Robson Rodovalho. Ao não se curvar para as diretrizes estranhas do governo de Rodrigo Rollemberg (PSB), Delmasso têm se deparado com a atuação inusitada da AGEFIS, que já lacrou até um templo da SNT no Paranoá.

Primeiro, fecharam um templo no Gama, depois em Ceilândia e agora no Paranoá. O fiscal da AGEFIS chegou a ameaçar o pastor no Paranoá, dizendo que se ele abrisse a porta do templo, seria preso. Ao tomar conhecimento do fato, Delmasso disparou: “Se o pastor for preso vai ter que me levar também”. Este fato ocorreu no último dia 18 de junho.

“Na hora de pedir votos para se eleger governador, Rollemberg procurou partidos, associações, lideranças e igrejas e fez muitos acordos e promessas.  Agora que chegou aonde queria, mudou o discurso e finge que simplesmente não existimos. É um absurdo e um desrespeito. Sem falar que político que persegue igrejas, historicamente não permanece na vida pública. Lamentável esse comportamento do governo do PSB”, disparou Delmasso, que com razão está revoltado com a conduta nada respeitosa do governador Rodrigo Rollemberg.

Acorda, governador! Ou está tentando  ser pior do que o ex-governador Agnelo Queiroz?

Fonte: Donny Silva

Nota de Esclarecimento Speedy DoorPol

O Blog da Cris foi surpreendido com uma nota da empresa Espeedy Door negando que o material recebido por mim no evento “Câmara em Movimento”, contendo a divulgação do sócio da Luarte calçados, administrador da cidade de Samambaia, não  foi entregue e divulgado pela empresa  no local. No entanto, o Blog da Cris apenas repassou a  informação divulgada pela empresa no local do evento. A nota será retirada somente diante de solicitação judicial porque sabemos da vericidade dos fatos. 

Segue a nota:

NOTA ESCLARECIMENTO SPEEDY DOOR-1

fotos81

A SPEEDY DOOR é a primeira empresa de mídia no Brasil especializada em divulgação com veículos elétricos e possui processo de patente, está cerca de um ano no mercado publicitário, cadastrada em várias agências do Distrito Federal e na Secretaria de Comunicação do Governo Federal (SECOM).

Fomos contratados por uma das agências que prestam serviços de publicidade para Câmara Legislativa para divulgação da Câmara em Movimento, em Samambaia. Fizemos a divulgação e distribuição do material enviado pela mesma, ressaltamos que a distribuição dos materiais gráficos disponibilizados pela agência e a vinheta que estava sendo veiculada nas caixas de som dos veículos, foram dados como bonificações para o cliente, sendo assim, a distribuição dos materiais não gerou custos para o Cliente Câmara Legislativa, conforme comprovantes fotográficos em anexo com jornal Correio Braziliense diário.

Caso comum nesse tipo de divulgação, que matem contato direto com pessoas, curiosos, somos abordados por empresários interessados no serviço, etc. Na tarde da quinta feira 18 de junho de 2015, fomos abordados pela jornalista Malu Silva que interessada nos serviços, solicitou nosso contato, pois disse que tinham interesse para alguns de seus clientes, pedindo o portfólio da empresa. Nesse portfólio, constam alguns clientes atendidos em 2014, sendo que a LUART Calçados foi utilizada como um exemplo para prospecção de novos clientes assim com existe a VIVO entre outros.

A LUART Calçados foi CASE para prospecção de clientes da SPEEDY DOOR, a Empresa fez uso de uma campanha na época da Copa do Mundo e que devido ao sucesso, utilizamos em nosso portfólio, sendo que a empresa não tem qualquer relacionamento ou vínculo político com Sr. Claudeci.

Nosso portfólio foi produzido em 2014, não sendo produzido exclusivamente para esse evento e não fizemos nenhum tipo de divulgação para LUART Calçados ou para seu sócio, administrador de Samambaia. Repetindo que não houve NENHUMA distribuição de portfólios de forma aleatória, porque o objetivo era divulgar o evento com panfletos explicativos da Câmara em Movimento. A SPEEDY DOOR entende que esse material pode e deve ser utilizado para que o mercado conheça nosso produto, e futuros clientes possam ter o conhecimento de quem são nossos anunciantes e assim formar conceito do produto e da empresa.

ATT: ALISSON DOMINGOS

Não foi Hélio Doyle

helio doley
No Twiter, o principal suspeito das gravações pelos deputados, o ex-chefe da casa civil, jornalista Hélio Doyle, postou o seguinte:
“Em vez de se incomodarem com gravações de reuniões amplas, deputados deveriam  mudar as práticas nocivas e parar de pressionar o governo.”  Ou seja, não fui eu.
Quem foi?
Cris Oliveira

Continuidade até na prática da Arapongagem

celina-e-rollemberg-326x235

Após a divulgação da arapongagem do Buriti, a aliança com a CLDF ficou abalada. Os áudios dos deputados distritais em reunião com o governador, a cada minuto são  divulgados nos Blogs e sites políticos, não têm ainda a origem definida.

Há desconfiança de que o Buriti tenha dado continuidade aos “fakes” e às gravações escondidas dos deputados. E que o alvo seria a deputada Celina Leão, companheira de Rollemberg na campanha. Celina foi eleita presidente da CLDF com total apoio do governador. Na época, seu partido já deixava claro que o nome escolhido por eles seria o do deputado Joe Vale. A crise dos aúdios divulgados em primeira mão por “fakes” no “facebook” está só começando.

O conteúdo não foi ainda devastado. Mesmo assim, gravação escondida de deputados para segurar a base aliada pegou muito mal ao governo Rollemberg, que diga-se de passagem ganhou a eleição deixando claro que não faria aliança do toma lá dá cá com o legislativo. Plano frustado, o governador teve que se ajoelhar e rezar a cartilha da Câmara Legislativa, principalmente depois de ter elegido Celina na casa, que tem acordos e barganhas a serem sanados com o tal “acordo da base aliada”.

Resta saber se existem gravações piores que possam abalar a reputação da CLASSE POLÍTICA DO DF. O fato é que a aliança entre Celina e Rollemberg agora está mais do que rachada.

Cris Oliveira

Rosso cobrando o DF prometido

rogerio-rosso-e-renato-santana-n-1024x576

Em carta enviada ao Governador do DF, o Presidente do PSD e líder da bancada na Câmara dos deputados – Rogério Rosso – cobrou com vontade e deixou claro sua preocupação com o cenário negativo dos setores econômico e social do DF, e citou que faltam políticas públicas eficazes para o combate dos problemas que afligem o  DF, vítima da má gestão governamental.

O deputado federal Rogério Rosso cita que a falta de ligação com o Palácio do Buriti tem deixado o PSD distante da construção do que foi prometido no Plano de Governo de Rollemberg. Parece que existe uma muralha entre o corredor direito do Palácio e o esquerdo, que abriga o Governador Rolemberg de um lado e o  Vice-Governador Renato Santana do PSD, do outro.

A carta está recheada de projetos que foram elaborados com o PSB, como exemplo temos: o Na Hora Empresarial, a implantação do Brasília Trad Net, a construção de mais dois hospitais, o Anel Viário que liga a EPIA,  EPTG e EPNB, a transferência do Governo para a cidade de Taguatinga nas instalações já existentes do complexo administrativo e a ampliação das escolas em tempo integral.

Quem ler a carta do PSD quer morar neste DF. É necessário que o governador entenda que o que se promete em campanha, vale após a vitória, e que foi para cumprir o que prometeu que ele e Renato Santana foram eleitos.

Rosso lembrou ao governador que o Distrito Federal existe, e que não pode ser tratado como apenas a pequena Brasília. Crescemos e nossa arrecadação é a segunda maior do Brasil. Estamos na  continuidade do mesmo do mesmo.

A carta do PSD foi encaminhada para o conselho político criado pelo governador  para ouvir os partidos políticos.

Fonte: Cris Oliveira